Resumo do mercado

Ibovespa zera perdas com bancos amenizando queda; dólar sobe de olho em cenário externo

Índice volta ao patamar dos 103 mil pontos ainda sem forças para uma recuperação mais expressiva por conta da queda do Itaú após balanço

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O Ibovespa ganhou força no início da tarde desta terça-feira (30) seguindo as bolsas americanas, zerando assim as perdas registradas pela manhã e voltando ao nível dos 103 mil pontos. No exterior, os investidores acompanham a retomada das negociações entre Estados Unidos e China, que buscam selar uma acordo que possa pôr fim à guerra comercial.

Porém, segue no cenário geral o clima de cautela antes das decisões de políticas monetárias do Fomc nos Estados Unidos e do Copom por aqui, que saem amanhã.

Às 12h24 (horário de Brasília), o principal índice da Bolsa registrava leve alta de 0,02%, aos 103.530 pontos, zerando as perdas de mais cedo favorecido pela recuperação das ações dos bancos, que amenizaram após abrirem com forte queda por conta da divulgação do resultado do Itaú Unibanco (ITUB4).

PUBLICIDADE

Enquanto isso, o dólar comercial tem leve alta de 0,10%, cotado a R$ 3,7873 na venda. Já o dólar futuro com vencimento em agosto avança 0,11%, para R$ 3,786.

O presidente americano Donald Trump disse nesta manhã que gostaria de firmar um acordo comercial com o Brasil. “Vamos trabalhar em um acordo de livre comércio com o Brasil. O Brasil é um grande parceiro comercial. Eles nos cobram muitas tarifas, mas, fora isso, amamos a relação” com o País, disse enquanto atendia a repórteres nos jardins da Casa Branca.

Na mesma ocasião, Trump disse ter “um grande relacionamento” como Brasil e com o presidente Jair Bolsonaro, a quem o americano chamou de “um homem maravilhoso”, que tem “uma família maravilhosa” e está fazendo “um grande trabalho” ao governar o País.

Por outro lado, pesa no mercado internacional uma outra declaração de Trump, que atacou a China no Twitter dizendo que os asiáticos não estão comprando mais produtos agrícolas dos EUA, como prometeram fazer, além de estarem “andando devagar” com as conversas aguardando o resultado da eleição presidencial de 2020.

“A China está indo muito mal, o pior ano em 27 – deveria começar a comprar nosso produto agrícola agora – sem sinais de que estão fazendo isso. Esse é o problema com a China, eles simplesmente não entram”, escreveu Trump.

Bolsas no exterior
Enquanto isso, o Banco do Japão optou por manter a política monetária estável, mas informou que “não hesitará em adotar medidas adicionais de flexibilização” se a economia perder força para atingir a meta de inflação de 2%.

PUBLICIDADE

Na Europa, os mercados operam majoritariamente em queda, em meio à lucros corporativos abaixo do esperado. Além disso, o índice de sentimento da zona do euro caiu de 103,3 em junho para 102,7 em julho, resultado abaixo do aguardado pelo mercado.

Ainda na Europa, a libra esterlina segue em desvalorização. O primeiro-ministro Boris Johnson disse que o atual acordo de saída está morto e advertiu que a menos que a UE aceite renegociar, a Grã-Bretanha sairá sem um acordo em 31 de outubro.

Noticiário corporativo
O Itaú Unibanco fechou o segundo trimestre deste ano com lucro líquido recorrente de R$ 7,034 bilhões, uma alta de 10,2% ante o mesmo período do ano passado e em linha com a projeção de R$ 7,038 bilhões dos analistas consultados pela Bloomberg.

Além dos resultados, o Itaú Unibanco anunciou também um Programa de Desligamento Voluntário (PDV) para o mês de agosto. Os elegíveis poderão aderir ao PDV no período de 01 a 31 de agosto.

Ainda entre os balanços, destaque para o setor de shopping centers. A Multiplan reportou um lucro líquido de R$ 115,2 milhões no segundo trimestre, desempenho 20,9% inferior ao registrado no mesmo período do ano passado. Já a Aliansce apresentou um lucro líquido de R$ 37,3 milhões entre abril e junho, cifra 49% acima da reportada no mesmo intervalo de 2018.

As maiores altas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 MRVE3 MRV ON20,13+2,76+66,3717,29M
 PCAR4 P.ACUCAR-CBDPN93,13+2,67+16,1055,18M
 CVCB3 CVC BRASIL ON48,86+2,65-20,1014,84M
 WEGE3 WEG ON ED24,15+2,42+39,4519,35M
 CYRE3 CYRELA REALTON24,29+2,27+62,3213,51M

As maiores baixas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 ITUB4 ITAUUNIBANCOPN36,45-1,49+8,10935,98M
 BBDC3 BRADESCO ON32,29-1,46+15,3739,10M
 ENBR3 ENERGIAS BR ON19,04-1,35+36,2412,23M
 BBDC4 BRADESCO PN35,68-1,30+11,66592,93M
 BRDT3 PETROBRAS BRON26,42-1,09+12,8897,25M
* – Lote de mil ações
1 – Em reais (K – Mil | M – Milhão | B – Bilhão)

Noticiário Econômico
O ministro das Relações Exteriores do Paraguai, Luis Alberto Castiglioni, e o embaixador do país no Brasil, Hugo Saguier, renunciaram aos seus cargos em meio à crise da assinatura do acordo para venda de energia da Usina de Itaipu, uma empresa binacional, mantida pelos dois países. Segundo o Valor Econômico, o pano de fundo é uma diferença de US$ 250 milhões – cerca de R$ 1 bilhão – entre o volume declarado de compra pelo Paraguai e o que é efetivamente consumido no país vizinho.

O valor do acordo, que gerou as demissões e ameaça o futuro do presidente Mario Abdo Benítez, deveria se reverter em economia de energia para os consumidores brasileiros entre 2019 e 2022. O tratado de constituição de Itaipu prevê que cada país tem direito a 50% da energia produzida na hidroelétrica, mas, como o Paraguai não consome a sua totalidade, vende o adicional ao Brasil. Desde 2002, o consumo apresentado, porém, é inferior ao verificado, apontam autoridades brasileiras.

O Estadão destaca que os 26 Estados e o Distrito Federal devem se unir e fechar um texto com sugestões de mudanças na proposta de reforma tributária elaborada pelo economista Bernardo Appy, que tramita na Câmara. Os novos pontos seriam a exclusão da União do comitê gestor do Imposto sobre Bens e Serviços – que uniria ICMS, ISS, IPI e Cofins – a ser criado, e a manutenção de benefícios tributários, como da Zona Franca de Manaus.

O governo deve permitir que Estados possam optar, individualmente por incluir o ICMS no futuro imposto de valor adicionado (IVA) federal, a ser criado dentro da reforma tributária, diz o Valor. A informação foi prestada ao jornal pelo secretário especial da Receita, Marcos Cintra, que confirmou que o IVA federal, na proposta, vai reunir PIS/Cofins, IPI e eventualmente alguma modalidade de IOF, com alíquota de 15%.

O Ministério da Economia vai permitir que o Imposto de Renda e a CSLL pagos por emissores de debêntures sejam reduzidos, informa o Valor Econômico. Segundo a publicação, a intenção é de que o emissor possa deduzir desses tributos, além dos juros previstos na emissão, um valor adicional de 30% sobre esse valor. A medida busca atrair investidores de institucionais de longo prazo, principalmente fundos de pensão, a projetos de infraestrutura.

Sobre a reforma da Previdência, a ausência dos municípios vai impedir uma redução de gastos nas cidades em torno de R$ 170 bilhões em dez anos, de acordo com números da Secretaria Especial de Previdência Social. As prefeituras mais afetadas são as de São Paulo (R$ 20,4 bilhões), Rio (R$ 13,2 bilhões), Curitiba (R$ 5,3 bilhões), Fortaleza (R$ 3,8 bilhões) e Belo Horizonte (R$ 3,7 bilhões).

Noticiário Político
O presidente Jair Bolsonaro causou polêmica ontem ao declarar que Fernando Augusto de Santa Cruz Oliveira, desaparecido durante o período da ditadura militar, teria sido morto por correligionários na década de 70. A fala do presidente vai ao contrário das informações oficiais que reconhecem a responsabilidade da União no sequestro e desaparecimento do então estudante de direito, em 1974.

As declarações desencadearam criticas de entidades da sociedade civil, direitos humanos e ligadas ao processo de redemocratização. Felipe Santa Cruz, filho do desaparecido na época do regime, e atual presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), disse que pretende encaminhar ao Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido para que Bolsonaro diga o que sabe sobre o desaparecimento.

Um dos autores do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, o jurista Miguel Reale Júnior afirmou que Bolsonaro deve prestar contas de suas afirmações. Em nota, a OAB afirmou que “o mandatário da República deixa patente seu desconhecimento entre o público e o privado, demonstrando mais uma vez traços de caráter graves de um governante: a crueldade e falta de empatia”.

Bolsonaro questionou a atuação da OAB e atacou Santa Cruz ao falar das investigações sobre Adélio Bispo, que lhe atacou com uma faca às vésperas do primeiro turno da eleição do ano passado. “Por que a OAB impediu que a Polícia Federal entrasse no telefone de um dos caríssimos advogados de Adélio?”, disse o presidente, acrescentando que Oliveira participava do “grupo terrorista mais sanguinário que tinha”.

Após os episódios de invasão em aparelhos telefônicos por hackers, que atingiram autoridades do governo brasileiro, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) determinou que as operadoras corrijam uma “falha” nas ligações, proibindo chamadas para o próprio número, brecha utilizada pelos suspeitos para a invasão dos aplicativos de mensagens, destaca o Estadão.

Os quatro suspeitos das invasões, presos na Operação Spoofing, devem ser ouvidos hoje durante uma audiência de custódia em sigilo, com o juiz Vallisney de Souza Oliveira. Na sexta-feira passada, o juiz determinou a prorrogação das prisões temporárias.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos