Bolsa

Ibovespa vira para alta puxado por Petrobras e Itaú; dólar tem leve queda

Brasil fica de olho nas falas e na atuação do BC no câmbio enquanto inversão na curva de juros nos EUA preocupa os mercados

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O Ibovespa vira para alta nesta quarta-feira (28) após uma abertura em queda. O índice é puxado principalmente pelos papéis de Petrobras e Itaú Unibanco, que juntos respondem por uma fatia de 20,8% na carteira teórica. 

As indefinições no cenário não permitem que os investidores tomem posições assertivas de longo prazo na compra ou na venda em meio a preocupações no exterior e ansiedade com a leitura do relatório da reforma da Previcência no Senado.

Contudo, a sequência de quedas que começou na semana passada e chegou a levar o benchmark a 95 mil pontos, deixa os compradores mais à vontade nessa disputa. 

Às 11h58 (horário de Brasília), o Ibovespa tinha ganhos de 0,5% a 97.763 pontos, enquanto o dólar comercial cai 0,14% a R$ 4,1518 na compra e a R$ 4,1525 na venda. O dólar futuro para setembro avança 0,67% a R$ 4,155.

Ao mesmo tempo, os principais contratos de juros futuros registram uma nova sessão de alta: os de vencimento para janeiro de 2021 tinham ganhos de sete pontos-base, para 5,64%, e para janeiro de 2023 subiam 10 pontos-base, a 6,74%, seguindo a alta da véspera em meio ao debate sobre a atuação do Banco Central. 

Segundo o trader da H.Commcor, Ari Santos, o noticiário corporativo está com poucas notícias e o mercado está mais focado em observar o dólar, para ver se o Banco Central atuará como fez ontem. 

Na véspera, o BC fez uma inesperada venda de dólares à vista sem swaps reversos. Para alguns economistas, a autoridade monetária resolveu vender spot sem o swap reverso porque assim teria maior eficácia em barrar a alta do dólar.

Por outro lado, uma análise difirente é que o BC não visa o preço, e sim a venda de reserva, em linha com a sinalização já dada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. 

Do lado das empresas, as ações da Petrobras (PETR3; PETR4) sobem seguindo a alta do petróleo. A commodity reflete a queda de 10,03 milhões nos estoques de petróleo em Cushing, Oklahoma (EUA). 

PUBLICIDADE

O barril do petróleo tipo Brent – usado como referência pela Petrobras – avança 2% a US$ 60,26, enquanto o barril do WTI tem alta de 2,7% a US$ 56,42. 

Quem também puxa o Ibovespa do lado das blue chips é Itaú (ITUB4), que ganha algum fôlego após fortes quedas recentemente. 

Reforma da Previdência

O relator da reforma na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, Tasso Jereissati (PSDB-CE), já começou a fazer a leitura do seu parecer.

Embora tenha prometido uma economia maior, o texto de Tasso mudou pontos considerados importantes pela equipe econômica do governo, como o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e a pensão por morte.

A expectativa é de que a votação da reforma aconteça no dia 4 de setembro, indo a plenário – em primeiro e segundo turno – dias 24 de setembro e 10 de outubro, respectivamente. A CCJ também deve votar a proposta que divide os recursos do megaleilão do petróleo com Estados e municípios. A medida é apontada por líderes como condição para a aprovação da reforma da Previdência.

Noticiário Corporativo

Em meio às tentativas de recuperação das operações da Oi (OIBR3), duas alternativas vêm sendo discutidas, segundo o jornal O Globo. Uma é a venda total para um novo investidor ou o fatiamento em operações regionais. Segundo a publicação, entre os interessados estariam Vivo (VIVT4), Claro, TIM (TIMP3), além da americana AT&T e empresas chinesas de telecomunicação.

Já o relator do novo marco legal do saneamento na Câmara, Geninho Zuliani (DEM-SP), propôs ontem a realização de nove audiências públicas na Comissão Especial, instalada na semana passada, sendo a primeira na próxima terça-feira (3). Zuliani pretende apresentar seu relatório na primeira quinzena de outubro, para que a votação possa acontecer na segunda metade do mês.

A JBS (JBSS3), por sua vez,  informou que a Pilgrim´s Pride Corporation, sua controlada, fechou a compra da Tulip Company, líder na produção de carne suína e alimentos preparados com operações no Reino Unido, em uma transação avaliando a Tulip em £290 milhões (ou aproximadamente US$354 milhões).

PUBLICIDADE

As maiores altas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 BTOW3 B2W DIGITAL ON ES43,08+4,23+3,7457,80M
 NATU3 NATURA ON65,50+3,90+46,3636,52M
 JBSS3 JBS ON28,58+2,62+146,6299,22M
 CSAN3 COSAN ON48,36+2,48+47,6916,32M
 SANB11 SANTANDER BRUNT41,46+2,09+1,5310,99M

As maiores baixas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 CVCB3 CVC BRASIL ON51,00-1,54-16,6013,44M
 SBSP3 SABESP ON50,23-1,12+59,4649,97M
 KROT3 KROTON ON ED9,66-1,02+10,16230,38M
 IGTA3 IGUATEMI ON44,76-0,97+10,0313,25M
 CMIG4 CEMIG PN14,33-0,90+6,7252,50M
* – Lote de mil ações
1 – Em reais (K – Mil | M – Milhão | B – Bilhão)

Cenário externo

O otimismo registrado no começo da semana, a partir dos comentários conciliadores de Donald Trump sobre a China, acabou sendo substituído pelo maior ceticismo de que os EUA e a China possam superar suas diferenças, o que impacta as perspectivas para a economia global como um todo. 

No exterior, a principal culpada pela piora nas bolsas norte-americanas na tarde de ontem foi a inversão na curva de juros dos títulos da dívida pública dos EUA, com títulos com um vencimento mais longo rendendo menos do que os de vencimento mais curto, o que é visto como um sinal de alerta para a recessão na maior economia do mundo.

Nesta manhã, o movimento se prolonga: o rendimento do título de 10 anos chegou a ficar 6 pontos-base abaixo do yield do título de 2 anos. 

Ainda lá fora, o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, anunciou hoje que pediu à rainha Elizabeth II permissão para fechar o Parlamento por várias semanas antes de 31 de outubro, data final para o chamado Brexit, processo para a retirada do país da União Europeia. 

A iniciativa de Johnson torna mais difícil que parlamentares consigam aprovar leis que evitem um Brexit sem acordo.

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações!

PUBLICIDADE

(Com Agência Estado)