Fechamento

Ibovespa tem 2ª alta consecutiva e retoma os 98 mil pontos com exterior e petróleo

Mercado consegue fazer duas altas graças à força do exterior, com bom desempenho das bolsas norte americanas

(Shutterstock)

SÃO PAULO – O Ibovespa fechou em alta nesta quarta-feira (28), o segundo desempenho consecutivo no azul, acumulando ganhos de 1,8% nesses dois pregões. A Bolsa por aqui seguiu o dia de otimismo no exterior. Os índices norte-americanos S&P 500, Dow Jones e Nasdaq subiram entre 0,4% e 1%. 

O principal índice da B3 teve alta de 0,94% a 98.193 pontos com volume financeiro negociado de R$ 13,642 bilhões. Com isso, o índice retomou os 98 mil pontos, perdidos na sexta-feira (23), quando o benchmark terminou a sessão cotado a 97.667 pontos.

No radar, a performance do petróleo no mercado internacional impulsionou ações do setor de commodities energéticas, garantindo o dia positivo nas bolsas. A commodity refletiu a queda de 10,03 milhões nos estoques de petróleo em Cushing, Oklahoma (EUA). 

O barril do petróleo tipo Brent – usado como referência pela Petrobras – avançou quase 2% a US$ 59,92, enquanto o barril do WTI teve alta de 1,82% a US$ 55,92. 

Por aqui, os papéis de Petrobras (repercutindo o petróleo) e Itaú Unibanco (que caíram muito recentemente), puxaram o Ibovespa. Juntas, as duas empresas respondem por uma fatia de 20,8% na carteira teórica do índice. 

Já o dólar comercial terminou estável, com leve variação negativa de 0,01% a R$ 4,1568 na compra e a R$ 4,1575 na venda, enquanto o dólar futuro para setembro tem alta de 0,67% a R$ 4,155. 

Ao mesmo tempo, os principais contratos de juros futuros registram uma nova sessão de alta: os de vencimento para janeiro de 2021 tinham ganhos de nove pontos-base, para 5,66%, e para janeiro de 2023 subiam 11 pontos-base, a 6,75%, seguindo a alta da véspera em meio ao debate sobre a atuação do Banco Central. 

Segundo o trader da H.Commcor, Ari Santos, o noticiário corporativo teve poucas notícias e o mercado está mais focado em observar o dólar, para ver as próximas atuações do Banco Central 

Na véspera, o BC fez uma inesperada venda de dólares à vista sem swaps reversos. Para alguns economistas, a autoridade monetária resolveu vender spot sem o swap reverso porque assim teria maior eficácia em barrar a alta do dólar.

PUBLICIDADE

Por outro lado, uma análise diferente é que o BC não visa o preço, e sim a venda de reserva, em linha com a sinalização já dada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. 

Reforma da Previdência

O relator da reforma na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, Tasso Jereissati (PSDB-CE), já começou a fazer a leitura do seu parecer.

Embora tenha prometido uma economia maior, o texto de Tasso mudou pontos considerados importantes pela equipe econômica do governo, como o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e a pensão por morte.

A expectativa é de que a votação da reforma aconteça no dia 4 de setembro, indo a plenário – em primeiro e segundo turno – dias 24 de setembro e 10 de outubro, respectivamente. A CCJ também deve votar a proposta que divide os recursos do megaleilão do petróleo com Estados e municípios. A medida é apontada por líderes como condição para a aprovação da reforma da Previdência.

Noticiário Corporativo

Em meio às tentativas de recuperação das operações da Oi (OIBR3), duas alternativas vêm sendo discutidas, segundo o jornal O Globo. Uma é a venda total para um novo investidor ou o fatiamento em operações regionais. Segundo a publicação, entre os interessados estariam Vivo (VIVT4), Claro, TIM (TIMP3), além da americana AT&T e empresas chinesas de telecomunicação.

Já o relator do novo marco legal do saneamento na Câmara, Geninho Zuliani (DEM-SP), propôs ontem a realização de nove audiências públicas na Comissão Especial, instalada na semana passada, sendo a primeira na próxima terça-feira (3). Zuliani pretende apresentar seu relatório na primeira quinzena de outubro, para que a votação possa acontecer na segunda metade do mês.

A JBS (JBSS3), por sua vez,  informou que a Pilgrim´s Pride Corporation, sua controlada, fechou a compra da Tulip Company, líder na produção de carne suína e alimentos preparados com operações no Reino Unido, em uma transação avaliando a Tulip em £290 milhões (ou aproximadamente US$354 milhões).

As maiores altas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 BTOW3 B2W DIGITAL ON ES44,41+7,45+6,94149,11M
 BRKM5 BRASKEM PNA27,80+6,43-41,33126,32M
 RADL3 RAIADROGASILON93,58+4,79+64,50131,75M
 NATU3 NATURA ON65,76+4,31+46,94134,05M
 CSAN3 COSAN ON49,00+3,84+49,6475,09M

PUBLICIDADE

As maiores baixas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 CMIG4 CEMIG PN14,02-3,04+4,41235,83M
 GOLL4 GOL PN N232,32-1,52+28,7687,69M
 BBAS3 BRASIL ON ERJ44,01-0,83-2,20367,89M
 IRBR3 IRBBRASIL REON99,50-0,70+22,32129,50M
 BBDC4 BRADESCO PN31,85-0,59-0,27405,79M

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram:

 CódigoAtivoCot R$Var %Vol1Vol 30d1Neg 
 PETR4 PETROBRAS PN N224,59+1,03985,23M1,27B57.264 
 VALE3 VALE ON43,48+0,37582,42M989,46M28.402 
 ITUB4 ITAUUNIBANCOPN33,91+1,13488,06M783,56M33.269 
 KROT3 KROTON ON ED9,86+1,02425,54M222,55M46.181 
 BBDC4 BRADESCO PN31,85-0,59405,79M720,22M23.055 
 B3SA3 B3 ON43,63+1,47376,43M479,68M23.181 
 BBAS3 BRASIL ON ERJ44,01-0,83367,89M464,33M26.463 
 MGLU3 MAGAZ LUIZA ON34,91+2,05361,47M312,72M22.328 
 ABEV3 AMBEV S/A ON18,15-0,11274,10M463,83M25.605 
 BRDT3 PETROBRAS BRON28,45+1,64252,87Mn/d25.036 

* – Lote de mil ações
1 – Em reais (K – Mil | M – Milhão | B – Bilhão)
IBOVESPA

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações!

(Com Agência Estado)