Ibovespa segue Wall Street e marca abertura positiva nesta quarta-feira

Mercados acompanham captação de US$ 13,5 bilhões realizada pelo Bank of America e aguardam por nota sobre reunião do Fed

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Aproveitando a inspiração positiva proveniente de Wall Street, o Ibovespa inicia a sessão desta quarta-feira (20) em alta de 1,08%, a 51.902 pontos. Captação bilionária do Bank of America e expectativa por minuta do Federal Reserve têm grande influência sobre investidores.

Ainda avaliando dados negativos sobre as economias de Japão e Espanha, os mercados conferem atenção aos destaques corporativos, como o guidance decepcionante divulgado pela Hewlett Packard, além do resultado acima das expectativas divulgado pela varejista Target.

Contudo, a atenção dos investidores recai majoritariamente sobre os US$ 13,5 bilhões captados pelo Bank of America, em busca de recursos que satisfaçam suas necessidades de capital. Também as fabricantes de automóveis trazem novidades, após a General Motors afirmar que possui três ofertas de compra para sua unidade europeia, a Opel.

Perspectivas

Aprenda a investir na bolsa

Segundo Miriam Tavares, diretora de câmbio da AGK Corretora, “uma trajetória firme de ganhos para os mercados financeiros globais só deve ocorrer a partir de meados do segundo semestre deste ano, quando os dados mais sólidos sobre a economia real e sobre o setor financeiro globais eliminarem os resquícios finais da insegurança”.

“Caso a realização se confirme, o mercado tem nos 50.000 pontos o principal suporte”, afirmou o analista técnico da Ativa Corretora, Eduardo Collor.

Papéis em destaque

Dentre os papéis que são negociados nesta manhã, destaque para
Natura ON (NATU3, R$ 29,20, +3,55%),
Cosan ON (CSAN3, R$ 15,60, +3,31%),
B2W Varejo ON (BTOW3, R$ 38,20, +3,24%),
Gafisa ON (GFSA3, R$ 20,00, +3,09%) e VCP PN (VCPA4, R$ 22,68, +3,00%).

Último pregão

O principal índice da bolsa paulista fechou o pregão de terça-feira em leve baixa de 0,23%, atingindo 51.346 pontos e registrando uma alta acumulada no ano de 36,74%.
O volume financeiro foi de R$ 5,56 bilhões.