Ibovespa segue retomada no exterior e abre pregão em alta nesta sexta-feira

Reafirmação de rating dos Estados Unidos é gatilho para renovação da confiança entre investidores

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Menos preocupados em relação ao futuro do rating soberano dos EUA, os mercados no exterior registram avanço neste dia e levam o Ibovespa a alta de 1,58% logo após a abertura, para 50.878 pontos.

Com a ausência de dados econômicos mais relevantes nos Eua, investidores avaliam dados negativos – mas em linha com expectativas – sobre o PIB (Produto Interno Bruto) do Reino Unido, assim como a decisão de manutenção do juro básico pelo banco central japonês.

O momento mais favorável para a renda variável é favorecido pelo reforço da classificação máxima de risco para a dívida dos EUA, conferido pela agência Moody’s, em meio a temores relativos ao downgrade de diversos países desenvolvidos.

Aprenda a investir na bolsa

No segmento corporativo, destaque para o aporte de US$ 7,5 bilhões do governo norte-americano na GMAC. Internamente, o mercado ainda avalia os dados de prévia do IPCA, cuja variação dos preços apontada em abril foi maior que as projeções.

Perspectivas

Segundo Eduardo Collor, analista técnico da Ativa Corretora, “o mercado está dentro de
um canal de deriva e apresenta resistência em 52.100 pontos e suporte em 49.000 pontos. Como vem acontecendo ultimamente o mercado sinaliza claramente uma possível reversão baixista que acaba na prática se resumindo a uma pequena realização obedecendo o canal de alta”.

Já a corretora Ágora entende que “o Ibovespa permanece suscetível a uma faixa de negociação bem definida de acumulação entre 48.500 pontos e 52.000 pontos. Poucos são os ‘triggers’ que podem levar a uma forte retomada das operações na ponta líquida de compra no curto prazo”.

Papéis em destaque

Dentre os papéis que são negociados nesta manhã, destaque para
Gafisa ON (GFSA3, R$ 18,48, +3,94%),
Braskem PNA (BRKM5, R$ 7,52, +3,87%),
Sadia PN (SDIA4, R$ 5,16, +3,82%),
Aracruz PNB (ARCZ6, R$ 3,17, +3,59%) e Perdigão ON (PRGA3, R$ 40,45, +3,45%).

Última sessão

O principal índice da bolsa paulista fechou o pregão de quinta-feira em baixa de 2,26%, atingindo 50.087 pontos e registrando uma alta acumulada no ano de 33,39%.
O volume financeiro foi de R$ 4,50 bilhões.