Bolsa

Ibovespa se fixa no campo negativo depois da abertura dos EUA

Mercado deixa para trás otimismo com economia chinesa, e segue pressionado por indicadores econômicos abaixo do esperado

SÃO PAULO – Fixando-se no negativo depois de passar a manhã em alta, o Ibovespa registra queda de 0,45% por volta das 14h10 (horário de Brasília), atingindo os 57.303 pontos. O índice só definiu-se pelo campo negativo depois da abertura da bolsa norte-americana, que piorou o humor por aqui.  

O mercado deixou para trás o otimismo visto mais cedo, quando os investidores repercutiam o comunicado do novo líder chinês, Xi Jinping, de que o país continuará a ajustar as políticas econômicas em 2013 para garantir crescimento estável. 

Entre os destaques corporativos da bolsa, as ações da Eletrobras (ELET3, -7,12%, R$ 6,78; ELET6, -6,24%, R$ 8,86) lideram as perdas do Ibovespa, no dia em que as empresas que concordaram com a proposta do governo assinaram os novos contratos, em Brasília. Na sequência, aparecem os ativos Marfrig (MRFG3), cujas ações caem 5,08%, sendo cotadas a R$ 8,59, após precificação da oferta de ações vir abaixo do valor de mercado. 

Indicadores econômicos não animam
Quem não animou muito foram os indicadores econômicos externos, que ainda sinalizam uma economia enfraquecida: o índice que mede o setor de serviços da zona do euro subiu em novembro, mas ainda aponta contração, pelo décimo mês consecutivo. Enquanto isso, na China o PMI (Índice Gerente de Compras) de serviços desacelerou por conta do fraco avanço em novas encomendas, levando-o a cair para 52,1 em novembro, ante 53,5 em outubro.

Na mesma linha, os Estados Unidos mostraram a criação de 118 mil empregos no setor privado em novembro, segundo o último relatório da ADP, mas ainda ligeiramente abaixo das expectativas do mercado, de 125 mil novas vagas. O documento é divulgado dois dias antes do governo anunciar o Relatório de Emprego, que engloba o setor público e privado. 

A exceção ficou com o indicador de produtividade do trabalhor norte-americano no terceiro trimestre – excluindo o setor agrícola -, que mostrou avanço de 2,9%, um pouco acima do esperado pelos analistas.  

MMX e OGX em pontas opostas
Chama a atenção também a movimentação das ações da MMX Mineração (MMXM3), que recuam 6,11%, para R$ 3,69. Essa queda é contraposta com o movimento dos papéis da OGX Petróleo (OGXP3), que no mesmo horário sobe 1,40%, e atingem os R$ 4,35.

As maiores baixas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 ELET3 ELETROBRAS ON6,78-7,12-58,6114,62M
 ELET6 ELETROBRAS PNB8,86-6,24-64,0829,33M
 MMXM3 MMX MINER ON ES3,69-6,11-44,5319,39M
 MRFG3 MARFRIG ON8,59-5,08+0,59131,48M
 USIM5 USIMINAS PNA12,35-4,93+22,4581,15M

As maiores altas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 FIBR3 FIBRIA ON23,23+3,24+67,4817,04M
 RSID3 ROSSI RESID ON4,26+1,43-43,657,59M
 OGXP3 OGX PETROLEO ON4,35+1,40-68,0691,82M
 VIVT4 TELEF BRASIL PN ED45,80+1,33-5,9035,12M
 SUZB5 SUZANO PAPEL PNA INT7,06+1,29+4,7521,26M
* – Lote de mil ações
1 – Em reais (K – Mil | M – Milhão | B – Bilhão)

PUBLICIDADE