Bolsa

Ibovespa reduz perdas seguindo as bolsas americanas após fala de Powell; dólar sobe

Mercado reage à decisão de política monetária do Fed nesta "super quarta"

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O Ibovespa acomoda sua queda depois do Federal Reserve reduzir as taxas de juros dos Estados Unidos em 0,25 ponto percentual nesta quarta-feira (18). Com isso, a nova meta de juros no país está entre 1,75% e 2%. A decisão está em linha com o consenso das expectativas de economistas e investidores. 

No discurso posterior à reunião, o presidente do Fed, Jerome Powell, disse que vai monitorar mês a mês o desenvolvimento da atividade e da inflação nos Estados Unidos para decidir se novos cortes nas taxas serão apropriados. “Não estamos prevendo uma recessão”, ressalvou. 

Em outro momento, Powell disse que a situação atual pede por ajustes moderados nos juros e que se a economia se enfraquecer, cortes mais extensos podem ser necessários. Ele destacou os riscos de desaceleração global, mas negou haver necessidade de se adotarem taxas negativas nos EUA. 

PUBLICIDADE

Às 16h55 (horário de Brasília), o principal índice da B3 registrava perdas de 0,16% a 104.449 pontos. Já o dólar comercial avança 0,66% a R$ 4,103 na compra e a R$ 4,105 na venda. O dólar futuro para outubro sobe 0,59% a R$ 4,103. 

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2020 perde dois pontos-base a 5,18%, o DI para janeiro de 2021 avança um ponto-base a 5,22% e o DI para janeiro de 2023 tem alta de um pontos-base a 6,26%. 

Entre os destaques da reunião de hoje, o Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) reduziu em 0,3 ponto percentual os juros sobre reservas excedentes. Além disso, houve dissenso entre os membros da autoridade monetária. 

A presidente do Federal Reserve de Kansas, Esther George e o presidente do Fed de Boston, Eric Rosengren, votaram por manter as taxas. O chairman do Fed de Saint Louis, James Bullard, votou por cortar em 0,5 ponto percentual. O que levaria as taxas a operarem entre 1,5% e 1,75%. 

“Embora os gastos das famílias tenham aumentado em um ritmo forte, o investimento nas empresas e as exportações enfraqueceram”, disse o Fomc em comunicado. As autoridades mantiveram sua promessa de “agir conforme apropriado para sustentar a expansão” da atividade.

Por aqui, é praticamente unânime a expectativa de que o Comitê de Política Monetária (Copom) corte a Selic em 0,5 ponto percentual, para 5,5% ao ano.

PUBLICIDADE

No exterior, o mercado também segue reagindo à fala do presidente americano, Donald Trump, de que os EUA “podem ou não” chegar a um acordo comercial com a China antes das eleições presidenciais de 2020.

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!

Ainda fica no radar o cenário geopolítico do Oriente Médio para petróleo. Ontem, o ministro da Energia da Arábia Saudita, Abdulaziz bin Salman, garantiu que o país retomará os níveis de produção anteriores aos ataques de domingo até o fim de setembro. A declaração levou o petróleo a cair mais de 6% na véspera.

Noticiário Corporativo

O ministro da Economia, Paulo Guedes, reafirmou ontem que quem resolve questões relacionadas ao preço do petróleo é a Petrobras (PETR3; PETR4). “Petróleo quem resolve é a Petrobras. Preço de petróleo é com a Petrobras”, disse Guedes, após reunião Bolsonaro. De acordo com a Petrobras, por enquanto, não há previsão de reajuste de preços nos produtos negociados pela estatal, como os combustíveis e derivados de petróleo.

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) inscreveu 17 empresas para participar da 16ª Rodada de Licitações, que vai acontecer no dia 10 de outubro. Entre as inscritas, 15 são estrangeiras.

As exceções são a Petrobras e a Enauta. Serão oferecidos 36 blocos de pós-sal, nas bacias marítimas de Pernambuco-Paraíba, Jacuípe, Camamu-Almada, Campos e Santos, que somam 29,3 mil quilômetros quadrados de área.

A polícia do Brasil deve anunciar as primeiras acusações contra funcionários da gigante mineradora Vale (VALE3) e a companhia de inspeção alemã TÜV SÜD já nesta semana por causa do colapso da barragem ocorrido em janeiro em Brumadinho, de acordo com uma pessoa ligada à investigação.

A polícia deve acusar formalmente entre oito e 12 pessoas das duas companhias pelo crime de falsa representação na primeira de uma série de acusações, alegando que os certificados produzidos pela companhia alemã para atestar a estabilidade da barragem foram emitidos de maneira fraudulenta.

As maiores baixas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 MRVE3 MRV ON18,08-3,06+49,43122,54M
 CSNA3 SID NACIONALON14,30-2,46+69,7276,08M
 ELET3 ELETROBRAS ON43,46-2,27+79,36106,83M
 TIMP3 TIM PART S/AON11,83-1,83+2,2221,62M
 BRDT3 PETROBRAS BRON26,69-1,73+14,03138,48M

As maiores altas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 CIEL3 CIELO ON EDJ8,88+8,03+4,79330,65M
 BRKM5 BRASKEM PNA31,75+4,17-32,9979,80M
 BTOW3 B2W DIGITAL ON44,60+2,74+7,40122,87M
 CVCB3 CVC BRASIL ON52,25+2,25-14,5672,96M
 BPAC11 BTGP BANCO UNT N256,48+1,86+151,1557,96M
* – Lote de mil ações
1 – Em reais (K – Mil | M – Milhão | B – Bilhão)