Fechamento

Ibovespa recua e engata segunda queda semanal; dólar fecha em alta, mas cai 0,28% na semana

Alta dos juros nos EUA pressiona ativos de risco mundo afora e derruba bolsa brasileira na véspera de feriado

Por  Felipe Moreira -

Na véspera do feriado da Sexta-feira Santa, a bolsa brasileira acompanhou o exterior e fechou em baixa. O pregão desta quinta-feira (14) foi marcado pelo avanço nas taxas dos juros de títulos de 10 anos dos EUA, o que pressionou também a elevação da curva de juros local.

Além disso, investidores repercutiram a publicação de dados do desemprego e do varejo americano mais fracos do que o esperado. O número de novos pedidos de seguro-desemprego ficou em 185 mil, maior do que os 171 mil do consenso, e o varejo subiu 0,5% na base mensal, ante 0,6% da projeção.

O Ibovespa caiu 0,51%, aos 116.181 pontos, após oscilar entre 115.623 e 116.781 pontos. O volume financeiro foi de R$ 26,1 bilhões. No acumulado da semana, o índice ficou negativo em 1,81%, engatando uma sequência de duas quedas semanais.

Os destaques positivos ficaram com as ações da Vibra (VBBR3) e Fleury (FLRY3), que subiram, respectivamente, 2,81% e 2,79%, seguidas pelas ações da JBS (JBSS3), com ganho de 2,75%.

Segundo analistas da Ativa Investimentos, o avanço do dólar favorece as companhias com parte de sua receita em dólar, no caso da JBS, e a Vibra Energia divulgou que entrará no mercado de biocombustíveis para aviação.

As ações da Yduqs (YDUQ3) e da Azul (AZUL4) foram os destaques negativos da sessão, recuando, respectivamente, 7,09% e 5,04%, seguidas pelas ações da Iguatemi (IGTI11), que recuaram 4,20%. Destaque negativo também para Totvs (TOTS3) e Petz (PETZ3) que caíram 4,06% e 4,04%, nesta ordem.

Com o avanço das taxas dos títulos americanos e a curva de juros doméstica, as ações de varejo e de crescimento foram impactadas.

O dólar fechou em alta novamente, com investidores buscando proteção antes do feriado prolongado. A divisa americana subiu 0,16%, a R$ 4,696, após oscilar entre R$ 4,688 e R$ 4,741.

No aftermarket, às 17h07, os juros futuros sobem em sua maioria, impactados pela alta dos títulos americanos, dólar e petróleo. O DIF23, +0,34 pp, a 13,10%; DIF25, +1,16 pp, a 12,16%; DIF27, +1,32 pp, a 11,88%; DIF29, +1,36 pp, a 11,95%.

Em Wall Street, as bolsas fecharam a semana em queda, com os investidores digerindo resultados mistos de lucros de grandes bancos e inflação em alta.

A inflação se tornou o centro das atenções dos investidores nesta semana, depois que dois relatórios consecutivos mostraram preços crescentes nos EUA.

Na sessão de hoje, o índice Dow Jones caiu 0,33%, aos 34.450 pontos. O S&P 500 recuou 1,21%, aos 4.392 pontos, enquanto o Nasdaq teve baixa de 2,14%, aos 13.351 pontos.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe