Bolsa

Ibovespa ganha força e bate os 100 mil pontos puxado por exterior com boa notícia sobre tratamento do coronavírus

Apesar de tensão dos investidores com aumento de casos, ânimos melhoram após a Gilead informar bons resultados com seu tratamento para a Covid

arrow_forwardMais sobre
(Shutterstock)

SÃO PAULO – Após começar o dia próximo da estabilidade, o Ibovespa ganhou força na tarde desta sexta-feira (10) voltando a superar a marca dos 100 mil pontos faltando menos de uma hora para o fim do pregão.

O movimento é puxado pelo cenário externo, com o Dow Jones subindo mais de 1% após a farmacêutica Gilead afirmar durante a manhã que seu tratamento com o medicamento remdesivir reduziu drasticamente a mortalidade do novo coronavírus.

A companhia disse em comunicado que o remdesivir “estava associado a uma melhora na recuperação clínica e uma redução de 62% no risco de mortalidade em comparação com o tratamento padrão”. Isso fez com que os índices americanos, em especial o Dow Jones, passassem a subir.

PUBLICIDADE

Apesar disso, os investidores seguem cautelosos. O número de mortes recordes na Flórida e Califórnia e o temor de uma segunda onda na Ásia pressionam as bolsas, apesar dos índices na Europa registrarem alta próxima de 1%.

“Veremos períodos intermitentes de paralisações ao longo do próximo ano enquanto ainda estivermos enfrentando esse vírus”, disse, à Bloomberg, Erin Browne, gerente de portfólio Pacific Investment Management. No entanto, Browne acredita em paralisações mais pontuais, diferente do movimento registrado no início do ano.

Às 16h30, o Ibovespa registrava alta de 0,87%, aos 100.018 pontos.

Enquanto isso, o dólar comercial recua 0,47%, cotado a R$ 5,3159 na compra e R$ 5,3184 na venda. O dólar futuro para agosto, por sua vez, tem queda de 0,40%, para R$ 5,325.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 tem queda de 9 pontos-base, a 3,04%, o DI para janeiro de 2023 perde 7 pontos, a 4,13% e o DI para janeiro de 2025 recua 2 pontos-base a 5,62%.

Nesta manhã o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que teve alta de 0,26% em junho na comparação mensal.

PUBLICIDADE

Na medição anterior, houve uma deflação de 0,38%. Na comparação com junho de 2019, houve alta de 2,13%. O indicador acumula alta de 0,10% no ano.

A expectativa mediana dos economistas compilada no consenso Bloomberg era de alta de 0,30% na base de comparação mensal e de 2,17% na comparação anual.

Enquanto isso, em maio, o setor de serviços caiu 0,9% frente a abril, na série com ajuste sazonal, ainda sob efeito da pandemia de Covid-19. É a quarta taxa negativa seguida, período em que acumulou perdas de 19,7%.

Na série sem ajuste, em relação a maio de 2019, o volume de serviços recuou 19,5%, a terceira taxa negativa consecutiva e a queda mais intensa desde o início da série histórica, em janeiro de 2012. No acumulado no ano, o setor ficou em -7,6% e, nos últimos 12 meses, recuou 2,7%.

Para Marcelo Neves, professor da Fipecafi, o setor de serviços tem sofrido bastante por conta das restrições por causa da pandemia. Ele ressalta o cenário de queda que vem persistindo uma vez que fevereiro é um mês mais curto, seguido de março, em que já teve início o fechamento do comércio e serviços por conta da pandemia de coronavírus, enquanto abril aprofundou a redução e maio foi o ápice. Contudo, ele avalia que, em junho, em meio ao afrouxamento das restrições, é esperada uma recuperação no segmento.

Radar político

A atuação do novo ministro das Comunicações, Fábio Faria, tem contribuído para o Tribunal de Contas da União (TCU) colocar um freio na atuação contra o governo federal, segundo reportagem do jornal “Folha de S.Paulo”.

Bruno Dantas, ministro do TCU, sinalizou que deve rever a decisão que tomou sobre bloqueio de recursos de publicidade do Banco do Brasil e deve abortar também a ideia de estender a medida para a Caixa.

Ainda no radar político, segundo o jornal O Globo, Jair Bolsonaro diz que espera indicar ministro da educação hoje. O presidente afirmou que conversou com cinco ou seis candidatos e escolherá uma pessoa conciliadora para o cargo.

PUBLICIDADE

Já na agenda do Congresso, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou em live que, se o Senado não retomar o debate sobre a reforma tributária por meio da comissão mista temporária criada no início do ano, os deputados voltarão a discutir a proposta a partir da próxima terça-feira na Câmara. Maia cobrou que o governo encaminhe texto sobre a reforma para ser incorporado ao debate no Parlamento e indicou, mais uma vez, que não há espaço para o retorno da CPMF.

Inadimplência

Levantamento da empresa de gestão de informação Deep Center mostrou que a inadimplência por conta do desemprego está 12 vezes maior na pandemia do novo coronavírus, segundo informação do jornal “O Estado de S.Paulo”. Entre aqueles que não honraram os vencimentos, a alegação de desemprego cresceu 1.123%. Menos de 20% apontaram “descontrole financeiro”.

A pandemia também causou o congelamento de vagas no mercado de trabalho. Conforme pesquisa da consultoria de recursos humanos Robert Half, cerca de 43% das empresas congelaram vagas de trabalho, ou seja, nem preencheram cargos vagos nem criaram novos. Já 26% mantiveram o quadro, preenchendo cargos vagos, ao passo que 14% abriram novas posições. O restante (17%) reduziu o quadro de funcionários durante a crise.

Panorama corporativo

O fundo de investimento Mubadala, de Abu Dhabi, fez a melhor oferta na fase vinculante e ganhou o direito de discutir com exclusividade os termos do contrato de compra com a Petrobras para a compra da Rlam, segundo maior refinaria do Brasil.

A negociação ainda pode levar algumas semanas para ser concluída, segundo informação da agência Reuters.

Em outra operação, a estatal assinou o contrato para a venda da totalidade de sua participação nos campos de Pescada, Arabaiana e Dentão para a Ouro Preto Óleo e Gás. O valor da operação foi de US$ 1,5 milhão.

Já a empresa de gestão de resíduos Ambipar levantou R$ 1,08 bilhão em sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). A ação saiu a R$ 24,75, no topo da faixa indicativa de preço.

A companhia vai usar os recursos para renegociar e ou antecipar pagamentos de dívidas com custo de captação elevado e investir na expansão orgânica, por meio da construção de novas bases operacionais e escritórios comerciais. Os recursos também poderão ser usados em aquisições no Brasil e no exterior.

PUBLICIDADE

E a Cielo recebeu autorização do Banco Central para ser uma emissora de moeda eletrônica, segundo informação do jornal “O Estado de S.Paulo”. Isso significa que a credenciadora de maquininhas de cartão terá, em tese, mais autonomia. Com o aval do órgão regulador nas mãos, a Cielo poderá ampliar seu leque de atributos como, por exemplo, emitir cartões pré-pagos, o que hoje não é possível, bem como prestar serviço de carteiras digitais de forma independente.

(Com Agência Câmara e Bloomberg)

O passo a passo para trabalhar no mercado financeiro foi revelado: assista nesta série gratuita do InfoMoney.