Pré-market

Ibovespa Futuro tem leve alta e dólar cai com fala amena de Xi Jinping sobre guerra comercial

Contrato futuro do Ibovespa para dezembro tem leve alta de 0,08%, a 108.070 pontos. Já o dólar futuro com o mesmo vencimento cai 0,35%, a R$ 4,182

B3 (Shutterstock)
(Shutterstock)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO — O Ibovespa Futuro opera com leve alta nesta sexta-feira (22) com os investidores de olho nos desdobramentos da guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, enquanto avaliam a divulgação do IPCA-15 no Brasil.

Às 9h25 (horário de Brasília) o contrato futuro do Ibovespa para dezembro tinha leve alta de 0,08%, a 108.070 pontos. Já o dólar futuro com o mesmo vencimento registrava queda de 0,35%, a R$ 4,182.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2021 cai dois pontos-base 4,68% e o DI para janeiro de 2023 cai três pontos, para 5,85%.

Aprenda a investir na bolsa

O presidente chinês Xi Jinping disse que seu país quer trabalhar em direção a um acordo comercial de primeira fase com os EUA “com base no respeito mútuo e na igualdade”.

“Não iniciamos esta guerra comercial e isso não é algo que queremos”, reiterou Xi em uma reunião de sexta-feira com visitantes internacionais em Pequim, incluindo o ex-secretário de Estado dos EUA, Henry Kissinger, segundo a Bloomberg.

“Quando necessário, revidaremos, mas temos trabalhado ativamente para tentar não ter uma guerra comercial”, disse o presidente chinês.

Se os dois lados não chegarem a um acordo, o presidente americano Donald Trump já sinalizou que, em 15 de dezembro, os EUA podem impor novas tarifas, de 15%, a cerca de US$ 160 bilhões em compras da China.

Ainda no exterior, o mercado aguarda pelos números do índice de gerente de compras (PMI, na sigla em inglês), às 11h45, de manufatura e serviços nos EUA. Às 12h00, será publicada a pesquisa do sentimento do consumidor de Michigan e, às 13h00, o índice de atividade do Fed de Kansas City.

Por aqui, o IPCA-15 do IBGE, considerado uma prévia da inflação oficial, subiu 0,14% em novembro. As estimativas para o indicador, segundo a Bloomberg, apontavam para uma alta de 0,16%.

Noticiário corporativo

PUBLICIDADE

No noticiário corporativo, o Itaú Unibanco Holding confirmou, após informações publicadas na imprensa, que que sua controlada Banco Itaucard foi autuada pela Prefeitura Municipal de São Paulo por suposta infração à legislação tributária do município por não ter recolhido ISS (Imposto sobre Serviços) aos cofres públicos municipais em relação às atividades de cartão de crédito e leasing desenvolvidas pela Itaucard.

A Petrobras também chama atenção no dia após ter informado que celebrou com a empresa Proquigel Química S.A., empresa integrante do Grupo Unigel, contratos de arrendamentos das suas fábricas de fertilizantes na Bahia (Fafen-BA) e em Sergipe (Fafen-SE), no valor total de R$ 177 milhões para um período de 10 anos, prorrogáveis pelo mesmo período.

A estatal também informou que iniciou a fase vinculante referente à primeira etapa da venda de ativos em refino e logística associada no país, que inclui as refinarias Abreu e Lima (RNEST) em Pernambuco, Landulpho Alves (RLAM) na Bahia, Presidente Getúlio Vargas (REPAR) no Paraná e Alberto Pasqualini (REFAP) no Rio Grande do Sul e seus ativos logísticos correspondentes.

A Braskem anunciou a indicação do seu atual presidente do Conselho de Administração, Roberto Simões, como o novo Diretor Presidente da Companhia a partir de 1º de janeiro de 2020. Fernando Musa permanecerá como Diretor Presidente, apoiando a transição, até 31 de dezembro de 2019.

Já a CVC concluiu, por meio da Submarino Viagens, a compra da Santa Fe Investment BV, holding do grupo Almundo, constituída na Holanda, pelo valor US$ 74,775 milhões. A empresa está no radar dos investidores desde quando divulgou seu balanço do terceiro trimestre, que surpreendeu negativamente.

(Com Agência Estado, Agência Brasil, e Bloomberg)

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos