Abertura

Ibovespa Futuro sobe repercutindo fala de Trump; dólar anula queda da abertura mesmo após BC

Presidente americano disse que EUA estão muito perto de acordo com a China, trazendo otimismo aos mercados globais

ações índices fundos investimentos bolsa alta gráficos
(Shutterstock)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Ibovespa Futuro abre em alta nesta quarta-feira (27) corrigindo parte das perdas da véspera e voltando a acompanhar mais o desempenho do exterior. Lá fora, os investidores se animaram depois de o presidente americano Donald Trump afirmar que as negociações com a China chegaram a um “ponto final de um acordo muito importante”, “um dos acordos mais importantes do setor de todos os tempos”.

Às 9h14 (horário de Brasília) o contrato futuro do Ibovespa para dezembro tinha leve alta de 0,22%, a 107.910 pontos. Já o dólar futuro com o mesmo vencimento registrava ganhos de 0,14%, a R$ 4,241, após abrir em queda.

Assim, o câmbio estende o movimento de valorização de ontem, que refletiu as declarações do ministro da Economia Paulo Guedes. Ele defendeu ser normal o dólar estar acima de R$ 4,00 quando os juros brasileiros estão baixos, reduzindo o diferencial de taxas em relação aos países desenvolvidos.

Aprenda a investir na bolsa

Na última sessão, a moeda americana chegou a bater R$ 4,27, mas voltou a R$ 4,24 após duas intervenções do Banco Central vendendo dólares à vista no mercado.

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, referiu-se ao comportamento do dólar no mercado como “disfuncional” e acenou com novas intervenções.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2021 cai quatro pontos-base 4,71% e o DI para janeiro de 2023 recua quatro pontos, para 5,96%.

Hoje às 10h30, será divulgado o Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos no terceiro trimestre.

Noticiário corporativo

A agência de classificação de risco Fitch reafirmou o rating de crédito BBB- da Braskem nesta terça-feira, mas alterou sua perspectiva para a companhia de estável para negativa. Segundo a agência, a mudança de avaliação é resultado “da confluência de uma forte retração nos spreads petroquímicos devido ao menor crescimento global, além da expectativa de materialização das despesas e/ou multas ou outros passivos legais relacionados às operações da Braskem em Alagoas”.

Já a Aliansce Sonae fará oferta de ações para financiar sua estratégia de crescimento. O follow on pode movimentar R$ 1 bilhão, com início em 9 de dezembro. Na véspera, os papéis fecharam a R$ 43,00. A Marfrig, por sua vez, confirmou que avalia fazer oferta pública de ações. No momento, não há qualquer definição ou aprovação societária quanto à realização da potencial oferta, disse a companhia.

PUBLICIDADE

A Vale afirmou que fará uma baixa contábil de aproximadamente US$ 3,2 bilhões no quarto trimestre, após reavaliar ativos de metais básicos e carvão, e não descartou impairments adicionais ainda este ano. “A revisão anual dos ativos da companhia na Nova Caledônia será concluída até fevereiro de 2020 e ajustes adicionais que necessitam ser implementados estão em avaliação e, consequentemente, impairments adicionais que podem impactar o ano fiscal de 2019 não podem ser descartados ainda”, afirmou.

A CCP assinou acordo para comprar área no Wtorre JK por R$ 1,05 bilhão enquanto que, na Petrobras, funcionários da petroleira mantêm greve mesmo com decisão contrária do TST. O Estadão informa ainda que a greve dos petroleiros está sendo acompanhada de perto pelo Palácio do Planalto e, em particular, pelo núcleo militar do governo. Há uma preocupação com a possibilidade de os petroleiros que entraram em greve de cinco dias na última segunda-feira, se unirem aos caminhoneiros, que ainda se debatem com intermináveis discussões sobre a tabela de fretes rodoviários. Contudo, há sinais de que paralisação está enfraquecida.

(Com Agência Estado, Agência Brasil, Agência STF e Bloomberg)

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos