Abertura

Ibovespa Futuro sobe com otimismo no exterior; dólar fica estável e DIs caem após dados fracos do varejo

Índice sobe com otimismo no exterior, mas dados fracos do varejo pesam sobre o câmbio e juros futuros

Painel de ações e gráfico (Crédito: Shutterstock)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Ibovespa Futuro inicia a quarta-feira (12) em alta, seguindo o dia positivo das bolsas mundiais após sinais de que a velocidade de contaminação do coronavírus chinês pode estar diminuindo. A província de Hubei informou menor nível de casos este mês.

Às 09h05 (horário de Brasília), o índice futuro registrava ganhos de 0,61%, a 116.185 pontos, enquanto o dólar futuro com vencimento em março tem leve alta de 0,06%, para R$ 4,338.

Já os contratos de juros futuros registram baixa após dados piores que o esperado de vendas do varejo. O contrato com vencimento em janeiro de 2021 tem queda de 1 ponto-base, a 4,22%, enquanto o de vencimento em janeiro de 2023 recua 4 pontos-base, a 5,38%, seguido pela baixa de 5 pontos-base do vencimento em janeiro de 2025, a 6,03%.

Aprenda a investir na bolsa

As bolsas internacionais registram uma sessão de ganhos, com mineradoras em destaque, enquanto o S&P futuro e o Dow Jones futuro têm altas moderadas diante de sinais de que a propagação do coronavírus está desacelerando e de que a economia mundial poderá superar o impacto da doença.

Dados oficiais mostram que 2.015 novos casos de coronavírus foram relatados na China nas últimas 24 horas, número que diminuiu pelo segundo dia seguido. Com isso, o total de infecções alcançou 44.653. Já o número de vítimas fatais aumentou para 1.113.

Em entrevista à Reuters, o epidemiologista chinês Zhong Nanshan, responsável por combater o vírus da Sars em 2003, previu que o surto do novo coronavírus deverá atingir seu pico entre a metade e o final deste mês e terminar em abril.

Com isso, a sessão é mais uma vez de alta para as commodities, com o minério de ferro negociado em Dalian em alta de mais de 3%, enquanto o WTI e o brent avançam cerca de 2%.

Indicadores econômicos

O IBGE publicou na manhã de hoje sua pesquisa do varejo, relativa a dezembro de 2019. As vendas recuaram 0,1%, contra uma expectativa de avanço de 0,2% na comparação mensal, segundo estimativa mediana em pesquisa Bloomberg. Na comparação anual, o varejo subiu 2,6%, ante uma projeção de 3,3%.

O Banco Central divulga o fluxo cambial às 14h30. Esta sessão também marca o vencimento de opções sobre Ibovespa na B3.

PUBLICIDADE

Já na Europa, serão publicados na manhã de hoje indicadores sobre a produção industrial em dezembro, enquanto nos Estados Unidos serão divulgadas as solicitações de empréstimos hipotecários às 9h.

Já Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, volta ao Congresso dos EUA e fala no Comitê Bancário do Senado, às 11h50, em Washington. Na véspera, Powell destacou que o vírus impõe risco aos EUA e ao mundo.

Prévia democrata nos EUA

Nas primárias norte-americanas para a eleição presidencial, Bernie Sanders vence em New Hampshire e se torna líder indiscutível da ala esquerda do partido democrata, com Amy Klobuchar surpreendendo em 3º lugar e tornando ainda mais embolado o campo dos centristas.

New Hampshire foi o segundo a realizar prévias do partido, logo após a confusão do caucus em Iowa, que teve inclusive um pedido de revisão parcial feito pelas campanhas dos dois primeiros colocados, Pete Buttigieg e Sanders.

Política nacional

Ante a decisão quase certa do governo Jair Bolsonaro de travar o envio da proposta de PEC da reforma administrativa, a avaliação da equipe econômica é de que ela fez a sua parte, conforme ressalta o Estadão.

Diante do recuo, o ministro da Economia, Paulo Guedes, e seus assessores mais próximos, reforçam a interlocutores o discurso de que a proposta de reforma está pronta desde o fim do ano passado e que foi entregue ao presidente Jair Bolsonaro.

Para a equipe de Guedes, a proposta é necessária, mas o “timing” e a estratégia para o envio, agora, estão nas mãos do presidente.

Enquanto isso, o governo federal e líderes do Congresso entraram em um acordo nesta terça-feira para a derrubada de um veto presidencial em um projeto que mudou regras para a execução do Orçamento de 2020. Conforme destaca o jornal O Globo, os parlamentares irão assegurar seu direito de indicar a prioridade para a execução das emendas, mas aceitaram que não haverá um prazo de 90 dias para cumprir a ordem e que o gestor não será punido caso esse prazo não seja respeitado.

Noticiário corporativo

PUBLICIDADE

A construtora e incorporadora imobiliária Moura Dubeaux Engenharia, de Pernambuco, realiza uma oferta pública de ações avaliada em R$ 1,2 bilhão, com um preço de R$ 19,00 para o papel. A empresa fará sua estreia amanhã na B3, com o código MDNE3. A Moura Dubeux atua em cinco estados do Nordeste, da Bahia ao Ceará.

Já a TIM (TIMPE3), a Comgas (CGAS3) e a ROMI (ROMI3) publicaram balanços na noite de ontem. A TIM informou lucro líquido de R$ 756 milhões no quarto trimestre de 2019, uma expansão de 28,7% sobre igual período do ano anterior.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos