Pré-mercado

Ibovespa futuro opera em alta, acompanhando exterior; investidores seguem monitorando situação na Ucrânia

Bolsas se recuperam de forte queda da véspera e investidores seguem monitorando Ucrânia-Rússia

Por  Vitor Azevedo

O Ibovespa futuro opera em alta no início do pregão desta sexta-feira (18). Por volta das 9h15 (horário de Brasília), o contrato com vencimento em abril avança 0,59%, aos 115.475 pontos, acompanhando a performance das principais bolsas internacionais.

Lá fora, investidores continuam a monitorar as tensões na fronteira entre a Rússia e a Ucrânia. Nas últimas horas, os dois lados voltaram a se acusar de novos bombardeios, como já visto ontem. A Ucrânia, por sua vez, afirmou que o número de soldados russos próximos a sua fronteira já chegou a 120 mil – o país governado por Vladimir Putin, entretanto, continua a afirmar que está retirando tropas da região.

Ainda falando do presidente russo, autoridades do país divulgaram a agências que ele irá participar de exercícios militares neste sábado, que contarão com o disparo de mísseis balísticos e de cruzeiro.

Do lado positivo, novas reuniões diplomáticas estão sendo marcadas. Hoje, o secretário de defesa americano, Lloyd Austin, e o ministro da Defesa russo, Serguei Choigu, falarão ao telefone. Também nesta sexta, o presidente americano Joe Biden conversa com lideres do ocidente sobre a questão. Na próxima semana, o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, irá se reunir com o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov.

“Apesar das tensões permanecerem em alta e a Ucrânia permanecer em alerta, a notícia que o ministro das Relações Internacionais russo, Sergei Lavrov, teria concordado em se reunir com o secretário de Estado dos EUA na próxima semana traz novo alívio, uma vez que que é interpretado como sinal de disposição do Kremlin a negociar”, comenta a XP Investimentos, em seu morning call.

Enquanto a situação não se resolve, o mercado continua a se posicionar com cautela. Nos Estados Unidos, o futuro do Dow Jones avança 0,37%, recuperando-se parcialmente após cair 1,78% no pregão de ontem – maior baixa para um dia desde setembro do ano passado. Os futuros do S&P 500 e da Nasdaq avançam, respectivamente, 0,49% e 0,70%.

Na Europa, os índices passam por situação parecida. Após fecharem em forte queda nessa quinta, hoje o dia é de recuperação parcial. O FTSE, do Reino Unido, sobe 0,23%. O CAC 40, da França, avança 0,31%. O STOXX 600, de todo o continente, tem alta de 0,139%. O DAX, da Alemanha, porém, cai 0,07%.

Ainda no Velho Continente, investidores repercutem também a publicação de dados macroeconômicos. Na França, por exemplo, a taxa de desemprego no quarto trimestre de 2021 ficou em 7,4%, melhor do que os 7,8% esperados pelo mercado, e a inflação de janeiro ficou dentro do consenso, avançando 0,3%. No Reino Unido, as vendas no varejo avançaram 1,9% no primeiro mês de 2021, mais do que o 1% projetado.

Na Ásia, por fim, a tendência foi também majoritariamente de queda, com os índices acompanhando a performance do Ocidente de ontem.  As empresas de tecnologia de Hong Kong sofreram um pouco mais, com o governo chinês ordenando que aplicativos de entregas de alimentos reduzam suas taxas.

Os índices da China, por outro lado, conseguiram fugir da tendência de baixa – e impulsionado por atitudes de autoridades. O país, nessa semana, inseriu capital em seu sistema financeiro para gerar liquidez e impulsionar a economia e hoje o governo divulgou um afrouxamento das regras de hipotecas para compradores de casas.

O índice Nikkei, do Japão, recuou 0,41% e o HSI, de Hong Kong, 1,88%. O Kospi, da Coréia do Sul, fechou estável. O Shanghai, da China, avançou 0,66%.

No Brasil, destaque fica para balanços

No cenário interno, o que deve repercutir na performance tanto do Ibovespa futuro quanto do próprio índice deve ser a divulgação dos balanços do quarto trimestre de 2021.

Rumo (RAIL3), Taesa (TAEE11), Aeris (AERI3), 3Tentos (TTEN3), BR Properties (BRPR3) e Neoenergia (NEOE3) divulgaram seus resultados entre a noite de ontem e a manhã de hoje.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe