Abertura

Ibovespa Futuro e dólar operam entre perdas e ganhos diante de incertezas no exterior

Pré-market indica uma sessão sem direção definida; índice à vista já perdeu 4 mil pontos desde a máxima histórica

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Ibovespa Futuro abre praticamente estável nesta quinta-feira (21) depois do desempenho negativo dos ADRs (na prática, as ações negociadas nos EUA de empresas brasileiras) durante o feriado da Consciência Negra, que manteve a B3 fechada em São Paulo.

Novamente, o driver dos mercados é a negociação entre Estados Unidos e China para um acordo comercial. O vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, disse estar “cautelosamente otimista”, mas “confuso” com as demandas americanas, que envolvem a reforma das empresas estatais chinesas, a abertura do mercado financeiro e a proteção dos direitos de propriedade intelectual das companhias dos EUA.

Às 9h11 (horário de Brasília) o contrato futuro do Ibovespa para dezembro tinha leve alta de 0,10% a 106.210 pontos. Já o dólar futuro com o mesmo vencimento registrava leves ganhos de 0,05%, a R$ 4,1985.

Aprenda a investir na bolsa

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2021 sobe três pontos-base 4,67% e o DI para janeiro de 2023 avança na mesma medida a 5,83%.

Para colocar mais lenha na fogueira da guerra comercial, o Congresso americano aprovou dois projetos de lei destinados a apoiar manifestantes em Hong Kong – levando Pequim a acusar os EUA de interferir nos assuntos internos.

Segundo a CNBC, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Geng Shuang, disse que Pequim “condena e se opõe firmemente” ao primeiro projeto de lei, conhecido como Lei de Direitos Humanos e Democracia de Hong Kong.

Na agenda, serão divulgados os números do emprego no Brasil, às 15h. Lá fora, os investidores vão acompanhar, às 10h30, os pedidos de seguro-desemprego, atividade industrial e relatório de empregos do Federal Reserve da Filadélfia, enquanto às 12h00 saem os números de vendas de casas usadas nos EUA.

O presidente Jair Bolsonaro participa, na manhã desta quinta, em Brasília, do evento de lançamento do partido Aliança pelo Brasil. A atividade ocorrerá em um hotel da capital, próximo ao Palácio do Alvorada.

Na semana passada, Bolsonaro anunciou a saída do PSL, partido pelo qual foi eleito, e a criação de outra legenda, a Aliança pelo Brasil. Ontem, Bolsonaro assinou sua desfiliação do partido.

Noticiário Corporativo

PUBLICIDADE

No corporativo, o Valor traz que, em cinco anos, a Petrobras poderá reduzir em R$ 24,1 bilhões sua dívida trabalhista caso a MP 905, considerada a nova reforma trabalhista seja aprovada. Na última terça-feira, a companhia assinou a venda da Liquigás por R$ 3,7 bilhões.

Também em destaque, a Vale resgatou US$ 908 milhões em bônus com vencimento em 2022; já a Samarco pode reiniciar a sua produção de minério em setembro de 2020. A Multiplan exerceu preferência por fatia de 12% no ParkShopping.

Por fim, os investidores ainda vão acompanhar os desdobramentos da notícia de que um ex-presidente da Braskem foi preso nesta quarta-feira em Nova York por acusações federais de corrupção, de acordo com uma autoridade norte-americana, informou a agência de notícias Reuters. José Carlos Grubisich foi acusado de conspiração por violar uma lei de corrupção estrangeira dos EUA e por conspiração para lavagem de dinheiro.

(Com Agência Estado, Agência Brasil, Agência Câmara, Agência Senado e Bloomberg)

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos