Pré-mercado

Ibovespa futuro abre em alta de 0,42%, acompanhando exterior

Em primeiro pregão de 2022, tendência é de alta na maioria dos países, apesar de avanço da Ômicron

Por  Equipe InfoMoney

O Ibovespa Futuro abriu em alta de 0,46%, aos 106.425 pontos, nesta segunda-feira (3), primeiro pregão do ano, acompanhando os futuros americanos e outras bolsas no exterior.

Nos EUA, os futuros do Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq sobem, respectivamente, 0,54%%, 0,65% e 0,75%. “Os mercados globais continuam a repercutir incertezas quanto à variante Ômicron da Covid-19. A boa notícia é que o número de mortes não tem acompanhado o aumento de casos: a variante parece ser menos grave do que as cepas anteriores”, comentaram os analistas da XP em relatório.

Na Ásia, porém, algumas das bolsas que abriram – China continental e Japão ficaram fechadas por conta de feriados – foram impactadas por notícias envolvendo a nova mutação. “Na China, o índice de Hang Seng caiu 0,50% refletindo as incertezas causadas pelas novas restrições para a contenção de novos casos da Ômicron, que poderão prejudicar a atividade econômica local”, conta a XP.

Chamou atenção durante o pregão asiático a notícia de que a Evergrande teve a negociação de seus papéis suspensa em Hong Kong, sem maiores explicações. Informações envolvendo a construtora costumam pesar no preço do minério mas, desta vez, a commodity não estava sendo negociada, com portos chineses fechados.

Ainda em commodities, o petróleo avança, na véspera da reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados, a Opep+, que definirá a manutenção do acréscimo de 400 mil barris por dia até fevereiro. O barril WTI negocia com alta de 0,68%, a US$ 75,77, e o Brent de 0,90%, a US$ 78,49.

Dia conta com publicação de PMIs industriais

Na Europa, Londres continua fechada, estendendo as festas – o país anda no centro das atenções de investidores de todo o mundo, após bater recorde de casos de covid-19 em um dia na última semana. Ja os índices das principais bolsas que estão operando contam com tendência de alta. DAX, da Alemanha, CAC 40, da França, e STOXX 600, de todo o continente, sobem, na sequência, 0,90%, 1,19% e 0,65%.

Investidores repercutem ainda, no Velho Continente, a publicações dos PMIs industriais. Na Alemanha, a leitura de dezembro veio em 57,4, ante 57,9 do consenso. Em todo o continente o número veio igual ao esperado, em 58. Mais tarde, Brasil e EUA também terão esse mesmo dado divulgado.

O Brasil ainda teve, mais cedo, a publicação do Boletim Focus. Entre os destaques, o mercado diminuiu sua projeção para o crescimento da economia brasileira, que ficou e 0,36%, ante 0,42% da última semana. Expectativas para IPCA, Selic e câmbio se mantiveram, até então, inalteradas.

O dólar comercial, na abertura, registra valorização de 0,25%, cotado a R$ 5,589 na compra e a R$ 5,590 na venda. No mercado de juros, os contratos DI para fevereiro de 2023 avançam 0,08 ponto porcentual, para 11,85%; os contratos DI para fevereiro de 2025 avançam 0,06 ponto porcentual, para 10,66%; e os para fevereiro de 2027 sobem 0,04 ponto porcentual, para 10,61%.

É destaque ainda no Brasil a notícia de que o presidente da República Jair Bolsonaro foi encaminhado a um hospital durante a madrugada, com suspeita de obstrução intestinal. No mais, as editorias políticas não devem trazer grandes manchetes, uma vez que Brasília ainda está de recesso.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui!

Compartilhe