Fechamento

Ibovespa fecha em alta e renova máxima histórica, mas fica abaixo dos 109 mil pontos

A pressão que impediu a Bolsa de fechar na máxima intradiária veio da volatilidade de blue chips como Petrobras e Itaú Unibanco

ações alta bolsa mercado índices gráfico stocks
(Shutterstock)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Ibovespa renovou máxima histórica de fechamento nesta segunda-feira (4), mas terminou distante da máxima intradiária, quando chegou a bater 109.352 pontos. A pressão veio na parte de tarde por conta da volatilidade de blue chips como Petrobras (PETR3PETR4) e Itaú Unibanco (ITUB4).

O principal índice da B3 subiu 0,54% a 108.779 pontos. O giro financeiro foi de R$ 18,6 bilhões. Já o dólar comercial teve alta de 0,43% a R$ 4,0112 na compra e a R$ 4,0121 na venda. O dólar futuro com vencimento em dezembro registrava ganhos de 0,55% a R$ 4,018.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2021 recua 0,22 ponto-base a 4,50% e o DI para janeiro de 2023 avança 0,93 ponto-base a 5,43%.

Aprenda a investir na bolsa

Vale lembrar que hoje haverá a divulgação do resultado do terceiro trimestre do Itaú Unibanco após o fechamento do pregão.

Segundo Pablo Spyer, diretor da Mirae Asset, o megaleilão do petróleo da cessão onerosa, que ocorre na quarta-feira (6), causa apreensão em um momento no qual se discute a possível abertura de capital da Saudi Aramco, avaliada em mais de US$ 1 trilhão.

“As ações de Vale, Itaú e Petrobras estão voláteis, mas o cenário, se não houver novidades negativas no exterior com a guerra comercial, é positivo”, afirma. Spyer não acredita que o andamento da agenda pós-Previdência vá impactar a Bolsa como a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que alterou as aposentadorias fazia antes.

“Nenhuma medida do econômica do governo se compara hoje à importância da reforma da Previdência. O Brasil já se livrou dessa etapa e caminha em direção ao investment grade [grau de investimento, concedido pelas agências de avaliação de risco]”, diz.

Lá fora, as Bolsas subiram repercutindo os avanços nas tratativas entre os Estados Unidos e a China para o fechamento da fase 1 do acordo comercial. Hoje, o secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, afirmou que as conversas estavam “muito adiantadas”.

Ross também disse na véspera que “muito em breve” as empresas americanas receberiam licenças para vender à Huawei – empresa chinesa que estava em uma lista negra americana por suposta ameaça à segurança nacional. Segundo ele, o Alasca, o Havaí ou a China são lugares onde os presidentes Donald Trump e Xi Jinping poderiam se reunir para assinar o acordo.

PUBLICIDADE

O cenário macro brasileiro tem como grande destaque a expectativa do pacote de medidas que o governo do presidente Jair Bolsonaro deverá entregar amanhã ao Congresso. Em entrevista à Folha, o ministro Paulo Guedes afirmou que as medidas farão uma “transformação na máquina pública”.

Nos indicadores lá fora, o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial da zona do euro subiu de 45,7 em setembro – que havia sido o menor nível desde outubro de 2012 – para 45,9 em outubro, segundo pesquisa final divulgada hoje pela IHS Markit.

O resultado final, no entanto, ficou um pouco acima da prévia de outubro e da previsão de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, de 45,7 em ambos os casos. A leitura abaixo de 50 marcou contração na manufatura do bloco pelo nono mês consecutivo.

Noticiário Corporativo

A Telefônica Vivo (VIVT4) reportou lucro líquido de R$ 1,046 bilhão no terceiro trimestre, desempenho 67,1% inferior ao registrado no mesmo período do ano passado. O Ebitda recuou 15,1%, para R$ 4,060 bilhões, enquanto a receita subiu 2,6%, a R$ 11,047 bilhões.

A Petrobras concluiu a venda da Belem Bioenergia por R$ 24,7 milhões e divulgou o teaser de E&P na bacia de Sergipe-Alagoas. Além disso, a empresa foi notificada a depor em ação penal na Argentina.

A BB Seguridade (BBSE3) registrou um lucro líquido ajustado de R$ 1,081 bilhão no terceiro trimestre, uma expansão de 21,3%. Já o lucro líquido contábil avançou 3,8 vezes, a R$ 3,401 bilhões, puxado pelos ganhos de desinvestimento no IRB.

Leia mais

• Itaú, B3, Banco do Brasil e mais 46 empresas divulgam resultados na próxima semana; confira

PUBLICIDADE

• Ação da Vale sobe mais de 2% com negociações entre EUA e China; Notre Dame vira para queda

Bolsa muda horário de negociação a partir de segunda-feira

As operadoras de telecomunicações Oi (OIBR3), Vivo e TIM (TIMP3) manifestaram seu desejo de que o leilão da internet de quinta geração (5G) ocorra só mais adiante. O certame, que será realizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), estava originalmente previsto para março de 2020, mas a data exata ainda não foi definida pelo órgão regulador, e as empresas já contam com um atraso.

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, informou por meio do Twitter que a China acabou de habilitar sete plantas de Santa Catarina para exportação de miúdos de carne suína. Segundo ela, o pleito foi resultado das tratativas realizadas durante a viagem do presidente Jair Bolsonaro pelo país asiático no fim de outubro.

“As exportações já podem ter início imediato. Medida vai movimentar a economia catarinense e gerar mais renda para os produtores rurais”, escreveu na mensagem.

Relatório Focus

Os economistas do mercado financeiro elevaram a projeção para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2019 de um crescimento de 0,91% para um de 0,92%, mostrou o Relatório Focus do Banco Central. Para 2020 as previsões foram mantidas em 2%.

Já para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medidor oficial de inflação, as expectativas se mantiveram em 3,29% para 2019 e 3,6% para 2020.

A projeção mediana para a taxa básica de juros Selic ficou estável em 4,5% em 2019 e o mesmo valor para 2020.

PUBLICIDADE

Por fim, a projeção da taxa de câmbio também foi mantida em R$ 4,00 tanto para 2019 quanto para 2020.

(Com Agência Estado, Agência Brasil e Bloomberg)

Invista contando com a melhor assessoria do mercado: abra uma conta gratuita na XP.