Fechamento

Ibovespa, dólar e juros fecham estáveis à espera da votação da Previdência na CCJ amanhã

Mercado coloca todas as fichas na sessão de amanhã, que será determinante para saber o futuro da reforma

SÃO PAULO – O Ibovespa fechou estável nesta segunda-feira (22) com os investidores incertos do que ocorrerá na votação da Reforma da Previdência na CCJC (Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania) da Câmara dos Deputados. Ninguém se arrisca a traçar um cenário para operar seja na ponta comprada ou na vendida.  

O principal índice de ações da B3 teve leve variação positiva de 0,01% a 94.591 pontos com um fraco volume de R$ 10,03 bilhões. Já o dólar comercial registrou ganhos de 0,08% a R$ 3,9321 na compra e a R$ 3,9328 na venda. O contrato futuro do dólar para maio avança 0,41% a R$ 3,936. 

Mais cedo, o Ibovespa caía por conta das preocupações com uma possível nova greve dos caminhoneiros e seguindo o exterior. No entanto, ajudaram o índice a se recuperar as falas do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), do vice-presidente da República, Hamilton Mourão, do presidente da CCJ, Felipe Francischini (PSL-PR) e do secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, de que a reforma da Previdência será aprovada amanhã na CCJ. 

PUBLICIDADE

Segundo o diretor da Mirae Asset, Pablo Spyer, o mercado está em compasso de espera para a votação da Previdência na CCJC (Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara), marcada para amanhã, querendo acreditar que a reforma sai. “De manhã, o Maia falou que ia passar. Meia hora depois veio o Mourão falando que ia aprovar e depois o Marinho e o Francischini. É uma soma de fatores que ajudou o Ibovespa”, avalia. 

Nos juros futuros, o DI para janeiro de 2021 registra perdas de dois pontos-base, para 7,02%, ao passo que o DI para janeiro de 2023 apresenta recuo da mesma magnitude para 8,21%.

Otimistas com a Reforma

Rodrigo Maia disse nesta manhã, em Portugal, que a reforma da Previdência deve passar na terça. Marinho, por sua vez, afirmou que negocia diretamente com as lideranças partidárias as alterações no parecer final e que a maior parte dos partidos alinhados estão convencidos a ultrapassar essa etapa.

“Anunciaremos pequenas modificações hoje à noite ou amanhã de manhã”, disse Marinho, que ainda negou haver sigilo em dados da Previdência.

Mourão apontou que o sigilo dos estudos que embasaram a reforma está sendo reavaliado e que a Previdência deve ser aprovada na CCJ na terça ou na quarta. 

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!

PUBLICIDADE

Por fim, Francischini disse que os ajustes no texto da reforma acordados entre o governo e líderes dos partidos vão facilitar a aprovação do relatório da Previdência. Segundo ele, o placar de votos favoráveis ao novo parecer do relator, deputado Marcelo Freitas (PSL-MG), deve superar 40 votos, o que é considerado uma boa margem. A CCJ tem 66 membros e a aprovação do relatório é por maioria simples. A votação está marcada para esta terça-feira à tarde.

Caminhoneiros

A CNTA (Confederação Nacional dos Transportes Autônomos) realiza reunião com o ministro Tarcísio Gomes de Freitas, da Infraestrutura, na tentativa de evitar uma nova greve.

Antes do feriado, o líder de caminhoneiros Dedéco, afirmou que uma nova paralisação está prevista para o dia 29 de abril. “Ou o governo faz valer o piso mínimo para o frete no prazo máximo de três dias após a reunião (de hoje), ou reduz o preço do diesel em R$ 0,50/R$ 0,60 por litro até que a tabela do frete comece a valer”, disse Dedéco. 

Relatório Focus

Mais cedo, saiu o Relatório Focus, com as expectativas de economistas para os principais indicadores da economia brasileira. A projeção de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) em 2019 foi derrubada de 1,95% para 1,71%. Para 2020, houve corte na expectativa de avanço do PIB de 2,58% para 2,5%. 

Para o medidor oficial de inflação do BC, o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), o Focus mostra queda  de 4,03% para 4% nas expectativas dos economistas. A mediana do Top 5 (os cinco economistas que mais acertam projeções) para o IPCA variou para baixo de 4% para 3,99% na última semana. 

A projeção da taxa de juros Selic para 2019 foi mantida em 6,5% e o dólar no fim do ano foi estimado em R$ 3,75 contra R$ 3,70 na leitura anterior. 

Noticiário corporativo

Após a decisão da Petrobras (PETR3; PETR4) de manter o reajuste no preço do diesel, lideranças de grupos de caminhoneiros ameaçam desencadear uma nova greve para a próxima segunda-feira, dia 29. Lideranças dos caminhoneiros têm pedido que o governo faça valer o piso mínimo ou reduza o preço do diesel de R$ 0,50 a R$ 0,60 até que o piso entre em vigor.

Apesar da insatisfação dos grupos de caminhoneiros, o líder do Comando Nacional do Transporte (CNT), Ivar Schmidt, acredita que é cedo para uma paralisação. Segundo ele, existe “a percepção de que o governo atual é muito recente e ainda não teve tempo de trazer uma solução. Mas se tiver mais dois reajustes já seria motivo para uma nova greve”.

A Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam) diz que, apesar do “esforço” do governo federal, ainda não foram resolvidos os problemas do cumprimento e fiscalização da tabela mínima de frete e da oscilação constante dos preços do diesel. “Entretanto, ainda não é possível afirmar que a categoria está se organizando para uma nova paralisação”, disse a associação.

Mexeu na Vale (VALE3) a notícia de que o relator da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) de Brumadinho no Senado, Carlos Viana (PSD-MG), pretende propor em seu relatório final um aumento no imposto sobre o royalty pago pelas mineradoras, conhecido como Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (Cfem), informa o Valor.

Atualmente, a alíquota é de 3,5% sobre a receita bruta da venda do minério de ferro e o relator cogita que se eleve para 10%. No ano passado, esse tributo gerou uma arrecadação de R$ 3 bilhões à Agência Nacional de Mineração (ANM).

As maiores altas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 JBSS3 JBS ON18,99+4,11+63,85224,72M
 BRDT3 PETROBRAS BRON23,30+3,37-9,3490,23M
 ABEV3 AMBEV S/A ON17,47+2,28+13,59328,34M
 CVCB3 CVC BRASIL ON53,50+2,26-12,5587,54M
 LREN3 LOJAS RENNERON ED43,70+2,18+3,29177,93M

As maiores baixas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 GOLL4 GOL PN N223,11-2,90-7,9348,32M
 CIEL3 CIELO ON8,02-2,79-7,13125,64M
 NATU3 NATURA ON44,72-2,78-0,0884,79M
 RAIL3 RUMO S.A. ON17,38-2,69+2,24130,95M
 ECOR3 ECORODOVIAS ON8,57-2,61-8,6420,63M

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o Índice Bovespa, foram :

 CódigoAtivoCot R$Var %Vol1Vol 30d1Neg 
 PETR4 PETROBRAS PN N227,44-0,581,19B2,16B47.490 
 VALE3 VALE ON51,53-2,00790,76M980,13M34.171 
 BBDC4 BRADESCO PN35,04+0,83370,12M571,47M34.706 
 ABEV3 AMBEV S/A ON17,47+2,28328,34M355,28M25.517 
 ITUB4 ITAUUNIBANCOPN32,82-0,03309,91M736,71M31.203 
 BBAS3 BRASIL ON48,34-1,04292,34M637,58M16.038 
 PETR3 PETROBRAS ON N230,87+0,36275,12M384,54M14.814 
 JBSS3 JBS ON18,99+4,11224,72M178,46M28.057 
 LREN3 LOJAS RENNERON ED43,70+2,18177,93M157,52M14.925 
 CMIG4 CEMIG PN14,31+1,56164,82M150,58M20.272 

* – Lote de mil ações
1 – Em reais (K – Mil | M – Milhão | B – Bilhão)
IBOVESPA

Bolsas Internacionais

As bolsas mundiais fecharam sem um movimento uniforme hoje. O destaque ficou com a bolsa na China, que registrou sua pior sessão em quatro semanas, diante das informações de que o governo deve diminuir o ritmo de flexibilização política após alguns sinais de estabilização econômica. A discussão no gigante asiático está na busca de um equilíbrio entre expansão do PIB e a promoção de reformas e controle de riscos.

Sem algumas das principais bolsas mundiais abertas, os mercados são influenciados pela alta do preço do petróleo, após os Estados Unidos anunciarem que todas as importações de petróleo iraniano devem terminar ou estarão sujeitas a sanções. A commodity teve alta de 2,6%, com o barril do WTI custando US$ 65,66 e o do Brent para junho de 2019, US$ 74,11. Além disso, a capital da Líbia, Trípoli, foi atingida por uma série de ataques aéreos e explosões no final de semana.

Nos Estados Unidos, um possível pedido de impeachment do presidente Donald Trump ganhou força após a divulgação de um relatório do procurador Robert Mueller. A senadora democrata Elizabeth Warren, pré-candidata à Presidência, defendeu que os deputados abram o processo. Por sua vez, Trump reagiu por meio do Twitter, e criticou as investigações em relação à interferência russa no pleito norte-americano. Ele aproveitou para defender sua gestão afirmando que os EUA atingiram o nível mais baixo em 50 anos dos pedidos de auxílio-desemprego.

Na China, o minério de ferro sobe com queda dos estoques no país.