Ibovespa cede à pressão externa e abre a sessão desta quinta-feira em queda

Investidores são impactados negativamente por ameaça ao rating soberano do Reino Unido e temores sobre economia global

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Pressionados por apreensões referentes ao destino da economia global, os principais mercados acionários sofrem perdas nesta quinta-feira (21). No Brasil, o Ibovespa segue a tendência e operam em queda de 1,59%, para 50.430 pontos.

Logo de manhã, os investidores sofreram o impacto do rebaixamento da perspectiva para o rating do Reino Unido, promovido pela agência de classificação de risco Standard & Poor’s, além de comentários negativos do ex-presidente do Federal Reserve, Alan Greenspan, sobre o sistema bancário nos EUA.

O clima de cautela nos negócios é reforçado pela divulgação de números ligeiramente piores que o esperado sobre os pedidos de auxílio desemprego nos Estados Unidos, além da expectativa em torno do Leading Indicators, compêndio com os principais indicadores sobre a economia do país. Internamente, destaque para a estabilidade da taxa de desemprego em abril, de 8,9%.

Aprenda a investir na bolsa

Pelo noticiário corporativo, destacam-se rumores sobre o Bank of America, que buscaria recursos para devolver até US$ 45 bilhões tomados junto ao governo dos EUA, assim como o empréstimo de R$ 1,4 bilhão anunciado pela MPX para o projeto o projeto UTE Porto do Pecem I.

Perspectivas

Segundo a equipe de análise técnica da corretora Spinelli, “a bolsa agora trabalha entre os patamares de 48,4 mil e 52,1 mil pontos e a superação de um desses níveis sinalizará a dinâmica do próximo movimento”.

Já analistas da corretora Ágora preferiram ressaltar “a manutenção do cenário de queda na aversão a risco global e a inclusão definitiva do Brasil no ‘radar’ da Moody’s para a obtenção do grau de investimento”.

Papéis em destaque

Dentre os papéis que são negociados nesta manhã, destaque para
Sadia PN (SDIA4, R$ 4,48, -4,48%),
Sabesp ON (SBSP3, R$ 29,36, -3,74%),
Lojas Renner ON (LREN3, R$ 21,91, -3,18%),
Gerdau Metalúrgica PN (GOAU4, R$ 22,91, -3,13%) e Aracruz PNB (ARCZ6, R$ 3,09, -2,83%).

Último pregão

O principal índice da bolsa paulista fechou o pregão de quarta-feira em leve baixa de 0,20%, atingindo 51.245 pontos e registrando uma alta acumulada no ano de 36,47%.
O volume financeiro foi de R$ 6,27 bilhões.