Bolsa

Ibovespa cai 4% em três pregões e dólar recua aos R$ 3,00 depois de ata do Fomc

Índice manteve movimento negativo da véspera sofrendo pressão das incertezas principalmente no cenário doméstico; Elevação de juros nos EUA fica mais distante

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Ibovespa fechou em baixa nesta quarta-feira (20) depois da ata da reunião do FOMC (Federal Open Market Comittee). O texto publicado pelo comitê norte-americano teve como destaque mostrar que uma alta dos juros em junho é pouco provável diante do cenário da economia dos Estados Unidos atualmente. No cenário doméstico, a votação da Medida Provisória 665 e o rumor de fim dos juros sobre capital próprio ficam no radar.

O benchmark da Bolsa brasileira caiu 1,08%, a 54.901 pontos. Foi a terceira queda consecutiva e desde sexta-feira, o índice já acumula queda de 5%. Já o dólar comercial fechou em forte queda de 1,24%, a R$ 3,0030 na compra e a R$ 3,0035 na venda depois do documento divulgado pelo Comitê Federal de Mercado Aberto dos EUA. O volume financeiro total negociado no pregão foi de R$ 8,303 bilhões. 

Em março, praticamente todos os membros da autoridade se mostravam otimistas sobre a alta das taxas em junho, mas agora o sentimento é que talvez seja muito cedo para iniciar este movimento, principalmente após a surpresa de um PIB (Produto Interno Bruto) mais fraco no primeiro trimestre. Se este cenário transitório se confirmar, a tendência é que os juros sejam elevados mais para o final deste ano, quando a economia deve voltar a crescer em ritmo mais forte.

Aprenda a investir na bolsa

Já por aqui preocupa a possibilidade de que o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, de extinguir os juros sobre capital próprio, incentivo fiscal criado em 1995 com a finalidade de impulsionar o mercado de ações. O rumor foi veiculado na coluna da jornalista Sonia Racy, do Estado de S. Paulo, e se junta à tributação de heranças e dividendos como possíveis medidas de ajuste mais à esquerda ventiladas pelo ministro. 

Ações em destaque
As ações da Petrobras (PETR3PETR4) fecharam em leve queda. Os papéis da petroleira cai desde a divulgação do balanço do primeiro trimestre, que, embora tenha vindo acima das expectativas, deixa preocupações sobre o futuro da empresa, principalmente em função do elevado endividamento.

Hoje, o Barclays reiterou recomendação outperform (desempenho acima da média) para as ações da Petrobras, contrariando relatório do Goldman Sachs do início da semana que cortou a petrolífera de neutra para venda. Justificando a recomendação, o banco comenta que vê potencial de alta de mais de 50% nos ADRs (American Depositary Receipts) da estatal PBR, referentes às ações ordinárias, para US$ 14. Os analistas apontam, contudo, que preferem os ADRs PBR.A, referentes às ações preferenciais, por conta dos dividendos.

Os papéis dos bancos também seguiram a queda dos últimos dias diante da possibilidade de aumento da CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) para as instituições financeiras de 15% para 17%, conforme noticiado na segunda-feira. Nesta sessão, os papéis de todos os grandes bancos listados na Bovespa caíram: Itaú Unibanco (ITUB4) e Bradesco (BBDC3BBDC4) e Banco do Brasil (BBAS3). Acompanharam o movimento as ações da Itaúsa (ITSA4), holding de investimentos que detém principalmente ações do Itaú na carteira.  

Ontem, o BTG Pactual comentou que segue cauteloso com o setor depois que o Banco Central publicou pesquisa com condições de crédito, mostrando que o primeiro trimestre foi mais fraco do que o esperado e com leitura de que o segundo trimestre pode mostrar deterioração. “Com o cenário desafiador, esperamos que crescimento de crédito desacelere (possivelmente para menos de 10% ao final do ano), uma vez que principais bancos privados tem reduzido expectativas de PIB (Produto Interno Bruto) para o ano (de forma que não devem ter apetite para acelerar crescimento) e bancos públicos estão desacelerando”, comentaram os analistas.

Também do lado negativo, as ações da Sabesp (SBSP3) foram as piores quedas da sessão. Essa é a terceira queda seguida do papel. No noticiário, a companhia afirmou que o mercado não tem solução para escassez de água em 2015, após recorrer ao mercado no auge da crise hídrica. Nenhuma das 100 propostas que a companhia recebeu é capaz de resolver o problema ainda este ano, segundo uma matéria de hoje da Época Negócios

PUBLICIDADE

Já a Vale (VALE3VALE5) fechou em queda novamente e já cai pelo sexto pregão seguido. A companhia encerrou contratos com prestadores de serviços e provocou uma série de demissões no Espírito Santo, disse O Globo. O fim dos contratos seriam consequência de um prejuízo de US$ 3,118 bilhões no primeiro trimestre deste ano. O Sindicato dos Metalúrgicos do estado estima que pelo menos dois mil trabalhadores terceirizados serão dispensados nos próximos meses.

Também trouxe impacto à mineradora o fato de que o minério de ferro spot no porto de Qingdao cai 2,4%, a US$ 57,12 nesta quarta.

Do lado positivo, as ações dos frigoríficos voltaram a subir hoje com a notícia de que a China liberou a exportação de carne bovina brasileira. Ontem, a Marfrig informou que tem duas plantas de abate de bovinos entre as oito que foram habilitadas a exportar para a China. O presidente do Conselho de Administração da companhia de alimentos, Marcos Molina, classificou a abertura do mercado chinês como muito positiva. Na bolsa, sobem todas as ações do setor: Marfrig (MRFG3), JBS (JBSS3) e Minerva (BEEF3). 

As maiores baixas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód.AtivoCot R$% Dia% Ano
 SBSP3 SABESP ON18,50-4,64+10,94
 RUMO3 RUMO LOG ON1,29-4,44-26,12
 HGTX3 CIA HERING ON13,45-3,93-32,43
 VIVT4 TELEF BRASIL PN45,54-3,31+2,95
 CESP6 CESP PNB20,63-3,15-3,59

As maiores altas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód.AtivoCot R$% Dia% Ano
 TIMP3 TIM PART S/A ON ED9,36+5,64-19,18
 OIBR4 OI PN6,35+3,59-26,25
 CSNA3 SID NACIONAL ON7,38+2,93+42,80
 HYPE3 HYPERMARCAS ON21,78+2,16+30,81
 USIM5 USIMINAS PNA5,36+2,10+6,73

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram:

 CódigoAtivoCot R$Var %Vol1
 ITUB4 ITAUUNIBANCO PN36,50-1,78706,78M
 PETR4 PETROBRAS PN12,89-0,15545,76M
 VALE5 VALE PNA16,57-1,89414,65M
 BBDC4 BRADESCO PN30,25-2,51371,91M
 BBSE3 BBSEGURIDADE ON34,89-0,60212,37M
 ABEV3 AMBEV S/A ON18,71-2,86201,01M
 KROT3 KROTON ON ED11,84+0,17199,21M
 BBAS3 BRASIL ON25,03-0,95185,31M
 PETR3 PETROBRAS ON13,70-0,36180,62M
 VIVT4 TELEF BRASIL PN45,54-3,31178,07M

* – Lote de mil ações
1 – Em reais (K – Mil | M – Milhão | B – Bilhão)
 

Europa tem valorização
O principal índice de ações europeias fechou em alta nesta quarta-feira, ampliando a valorização da sessão anterior, com o setor de telecomunicações ganhando impulso com conversas de acordos e fusões. O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, fechou em alta de 0,47 por cento, a 1.613 pontos, após avançar na terça-feira com especulações de que o Banco Central Europeu (BCE) pode ampliar seu programa de compra de títulos.

PUBLICIDADE

A ação do grupo de telecomunicações francês Altice saltou 11,6%, após ter concordado em comprar o Suddenlink em uma acordo de US$ 9,1 bilhões para entrar no setor de serviços a cabo dos Estados Unidos. As rivais francesas Orange e Bouygues recuaram cerca de 1,5%.

O setor financeiro também esteve no foco. A ação do suíço UBS avançou 3,2%, após informar que pagará US$ 545 milhões às autoridades dos EUA para encerrar uma investigação acerca de susposta manipulação de taxas de câmbio.

Japão cresce mais do que o esperado
A maior parte dos índices acionários asiáticos recuou nesta quarta-feira após um dia misto em Wall Street, mas o crescimento econômico melhor que o estimado no Japão impulsionou o Nikkei ao maior nível em 15 anos.

A economia japonesa cresceu a uma taxa anualizada de 2,4% no período de janeiro a março. Foi o ritmo mais rápido em um ano, superando a estimativa de 1,5% em pesquisa da Reuters. 

Embora investidores tenham de maneira geral recebido bem os dados do PIB japonês, alguns alertaram que os números não indicam uma recuperação econômica sustentável. “O número cheio é bom, mas se você olhar o conteúdo com cuidado, existem pontos fracos”, disse o estrategista de investimento sênior da Mitsubishi UFJ Morgan Stanley Securities Norihiro Fujito. Ele citou, por exemplo, o fato de que os estoques cresceram, mas a alta nos investimentos de empresas ficou abaixo das expectativas.

(Com Reuters)