Bolsa

Ibovespa acelera queda em meio a preocupações de “rebelião” do PSL contra a Previdência

Investidores aguardam ansiosamente por novidades no Legislativo, enquanto bolsas pelo mundo operam entre perdas e ganhos depois da alta de ontem

Painel de ações (Crédito: Shutterstock)

SÃO PAULO – O Ibovespa, após reduzir perdas pelas notícias de acordo entre governo e centrão para votar a reforma da Previdência amanhã, volta a cair mais forte nesta terça-feira (2) com risco de “rebelião” do PSL contra o texto atual. A leitura da última versão do relatório pelo deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) pode ser adiada novamente. 

Lá fora, as bolsas operam sem direção definida após subirem ontem diante do avanço na negociação de acordo comercial entre China e Estados Unidos. O presidente norte-americano, Donald Trump, disse que os termos desse acordo devem ser mais benéficos aos EUA para que seja aceito. 

Às 16h08, o Ibovespa caía 0,96% a 100.370 pontos. Enquanto isso, o dólar comercial tem leve alta de 0,03% a R$ 3,8432 na compra e a R$ 3,8444 na venda e o dólar futuro com vencimento em agosto tem fica estável a R$ 3,853. 

PUBLICIDADE

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2021 avança um ponto-base a 5,82%, ao passo que o DI para janeiro de 2023 registra alta de quatro pontos-base à 6,62%. 

O líder do Solidariedade na Câmara, deputado Augusto Coutinho (SP), disse que já há entendimento para leitura do relatório da Previdência hoje e votação amanhã. Ele apontou, contudo, que não existe unanimidade entre os líderes.

Dentro deste cenário, o grande problema é a falta de alinhamento entre os próprios parlamentares do PSL. Há pelo menos 22 deputados do partido do presidente Jair Bolsonaro que são contra o texto da Previdência como está, sem a criação de condições especiais para a aposentadoria de profissionais da área de segurança. 

Há ameaças de votar contra a reforma ou de apoiar destaques de outros partidos que tentem alterar o texto neste sentido. 

Segundo Ari Santos, gerente da mesa de operações da H. Commcor, pegou muito mal a notícia de que o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) não concorda com os colegas que não querem votar a reforma sem a aprovação de um plano separado para policiais. “Está todo mundo com medo do parecer final não ser lido hoje de novo. Essa disputa dentro do PSL é muito prejudicial”, destaca. 

Produção industrial

A produção industrial medida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apresentou um recuo de 0,2% em maio na comparação com abril. Apesar da queda, o resultado ficou acima das expectativas dos economistas, que eram de retração de 0,3%. 

PUBLICIDADE

Na comparação anual, a produção industrial cresceu 7,1%, ante estimativas de avanço de 6,9%.

Notícias corporativas

A Petrobras (PETR3; PETR4) reajusta a partir de hoje o preço do óleo diesel, em média, 3,9%, à venda nas refinarias.

Desde que a companhia acabou com o prazo mínimo para mudanças no preço do combustível, em 12 de junho, este é o primeiro aumento. Dessa forma, a elevação será de R$ 0,081 por litro, com o preço atingindo R$ 1,9854 por litro.

A gasolina, por sua vez, segue inalterada, desde 10 de junho, quando ocorreu um corte de 3%.

A CPI da Vale no Senado que apura o rompimento da barragem de Brumadinho, em Minas Gerais, no dia 25 de janeiro, vai sugerir o indiciamento de 14 pessoas, entre as quais o seu ex-presidente, Fábio Schvartsman, além da mineradora e da Tüv Süd, responsável pela auditoria da área. Segundo o Estadão, a companhia e Schvartsman se pronunciarão após a apresentação, hoje, do relatório do senador Carlos Viana (PHS-MG).

O Bradesco (BBDC3; BBDC4) fechou acordo para encerrar uma ação coletiva movida por investidores na Corte do Distrito Sul de Nova York. O banco pagará US$ 14,5 milhões para quem comprou American Depositary Shares (ADSs) entre 8 de agosto de 2014 e 27 de julho de 2016.

A “class action” foi movida em junho de 2016 por investidores norte-americanos que acusaram o banco de fraudar participação em suposto um esquema de propina para evitar cobrança de multas de R$ 3 bilhões, que foi investigado pela Operação Zelotes da Polícia Federal.

As maiores baixas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 BRAP4 BRADESPAR PN32,09-4,61+5,3368,35M
 CSNA3 SID NACIONALON16,23-4,47+92,62134,75M
 VALE3 VALE ON51,31-4,36+0,612,10B
 IRBR3 IRBBRASIL REON97,71-3,50+20,12153,50M
 SMLS3 SMILES ON39,47-2,78-3,1645,00M

As maiores altas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 VVAR3 VIAVAREJO ON5,36+4,69+22,10222,01M
 JBSS3 JBS ON22,96+2,55+98,12176,25M
 ESTC3 ESTACIO PARTON29,02+2,36+25,0569,93M
 VIVT4 TELEF BRASILPN EJ49,99+2,21+14,6465,62M
 BRFS3 BRF SA ON32,73+2,03+49,25248,15M
* – Lote de mil ações
1 – Em reais (K – Mil | M – Milhão | B – Bilhão)

Governo

O jornal O Estado de S.Paulo destaca que, após a esperada aprovação da reforma da Previdência, no segundo semestre, se o Planalto não mudar o jogo com os parlamentares, poderá ocorrer um “apagão legislativo”. Segundo a publicação, os parlamentares não estão satisfeitos com os ataques nas redes sociais e nas manifestações de grupos bolsonaristas.

Eduardo, filho do presidente, afirmou que “todas as vezes que esse Congresso aprontar” haverá protestos. Segundo o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), o Planalto não terá votos para aprovar projetos relevantes, após a reforma da Previdência. “Depois da Previdência, vai ser muito difícil unificar Câmara e Senado com esse modelo (de governar)”, diz.

Outro projeto que deverá sofrer retaliações é o pacote anticrime do ministro Sérgio Moro, que hoje presta depoimentos em comissões conjuntas da Câmara dos Deputados, a partir das 14h00, em razão das mensagens trocadas com procuradores da força-tarefa da operação Lava Jato.

Ainda no Governo, a Polícia Federal indiciou quatro candidatos do PSL de Minas Gerais, em 2018, por suspeitas de integrar um esquema de campanhas laranjas para desviar verbas públicas.

Já o porta-voz do governo, general Otávio Rêgo Barros, afirmou que, neste momento, o presidente Jair Bolsonaro não pretende afastar o ministro Marcelo Antônio, da pasta do Turismo. Segundo ele, Bolsonaro aguardará a conclusão do inquérito da PF.

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!