Ibovespa

Ibovespa acelera ganhos após menor taxa de desemprego nos EUA desde 2008

Índice avança mais de 1% após Relatório de Emprego norte-americano surpreender - e muito - as projeções do mercado

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O Relatório de Emprego nos EUA muito melhor que o esperado deu fôlego renovado à bolsa. Em 5 minutos, a alta do Ibovespa passou de algo em torno de 0,4% para 1%, logo depois da divulgação do indicador, às 11h30 (horário de Brasília). Segundo cotação das 11h35, o índice marca ganhos de 1,21%, aos 58.353 pontos.

A criação de postos de trabalho nos EUA em novembro alcançou 146 mil, muito acima dos 90 mil estimados, segundo projeções compiladas pelo portal norte-americano Briefing.com. A taxa de desemprego, cujas estimativas rondavam os 8%, despencou para 7,7%, a menor desde dezembro de 2008.

Nessa retomada, as ações da Gafisa (GFSA3, R$ 4,76, +3,93%), Oi (OIBR3, R$ 9,16, +3,74%), Usiminas PNA (USIM5, R$ 12,29, +3,36%), Usiminas ON (USIM3, R$ 13,34, +3,25%) e Gerdau (GGBR4, R$ 18,40, +2,91%) mostram as maiores altas do índice. 

Inflação acelera e Alemanha cresce menos
Por aqui, o destaque fica por conta do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), que mostrou inflação de 0,60% em novembro, acima das expectativas de 0,50% do mercado. Em outubro, a alta nos preços foi de 0,59%, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)

Na Europa, o noticiário também não é positivo. A Alemanha volta a dar sinais de fragilidade, após o Bundesbank – banco central alemão – reduzir sua projeção de alta do PIB (Produto Interno Bruto) em 2013, de 1,6% para 0,4%. A maior economia da Europa deve crescer 0,7% este ano, abaixo da previsão anterior de 1%.