Brasil

IBC-Br sobe 0,36% em outubro e indica avanço da economia brasileira

Resultado mostra avanço de 3,20% frente a outubro do ano anterior e de 1,14% no acumulado desde janeiro de 2012

SÃO PAULO – A atividade econômica brasileira registrou alta de 0,36% em outubro frente a setembro, mostrou o IBC-Br (Índice Mensal de Atividade Econômica), divulgado pelo Banco Central nesta sexta-feira (14). O indicador, levando em conta os dados sem influência sazonal, é considerado uma antecipação da tendência do PIB (Produto Interno Bruto).

O resultado indica um avanço de 3,20% frente a outubro do ano anterior e de 1,14% no acumulado desde janeiro de 2012. Já na soma dos últimos doze meses, a alta apurada é de 1,21%.

Entenda o indicador
Divulgado com abrangência nacional mensalmente pelo Banco Central desde março de 2010, o IBC-Br foi calculado retroativamente desde 2003. O índice constitui-se em um indicador que incorpora a trajetória das variáveis consideradas essenciais para o desempenho de três setores da economia: agropecuária, indústria e serviços.

A estimativa do IBC-Br incorpora a produção estimada para estes três setores econômicos acrescida dos impostos sobre produtos, que são projetados a partir da evolução da oferta total (produção e importações). As comparações realizadas pelo Banco Central sugerem a relevância do cálculo do IBC-Br como indicador antecedente do PIB, mas o BC ressalta que ele não projeta e nem mede o PIB brasileiro.

De acordo com a autoridade monetária, o dado somente incorpora e sintetiza informações, que são de conhecimento público, sobre a atividade econômica doméstica e servem de base para o cálculo oficial do IBGE.