Perspectivas

Guedes em Davos, Bolsonaro na Índia e inflação: o que acompanhar na próxima semana

Tudo que o investidor precisa saber antes de operar na semana

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após uma sexta-feira bastante positiva para o mercado, com os dados econômicos melhores que o esperando revertendo o mau humor do início da semana, os investidores seguem atentos aos números da agenda de indicadores.

Enquanto isso, o Ministro da Economia, Paulo Guedes, viaja para participar do Fórum Econômico Mundial nos próximos dias em Davos, na Suíça. Entre os participantes previstos do evento estão o presidente dos EUA, Donald Trump, a chanceler alemã Angela Merkel e a presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde.

Aprenda a investir na bolsa

Em entrevista ao SBT, Guedes disse que vai defender no Fórum as reformas implementadas pelo governo Jair Bolsonaro, responsáveis por tirar o Brasil do “abismo fiscal”, segundo ele. “Do ponto de vista econômico, nós tiramos, no primeiro ano, o Brasil do abismo fiscal, da margem de abismo fiscal que a gente estava”, disse o ministro.

O presidente Bolsonaro, por sua vez, irá viajar para Nova Delhi, na Índia, entre os dias 24 e 27 de janeiro, onde deve assinar de 10 a 12 acordos ligados ao comércio e a investimentos, segundo informações do Ministério das Relações Exteriores.

Agenda de indicadores

Entre os dados econômicos, na quinta-feira (23) será apresentado o IPCA-15 de janeiro. Considerado uma prévia da inflação oficial do país, o indicador irá ajudar a balizar as projeções após os dados mais fortes que o esperado no fim de 2019.

Ainda saem na próxima semana a 2ª prévia do IGP-M e mais uma quadrissemana do IPC-S. Com impacto no mercado de juros, investidores ainda ficam de olho na divulgação do Plano Anual de Financiamento da dívida pública, também previsto para quinta.

Do lado da atividade, a agenda será mais fraca, mantendo no radar a dúvida deixada pela combinação de um IBC-Br forte seguido por dados frustrantes de varejo e da indústria. A expectativa é que saiam os números de emprego de dezembro do Caged.

Dados externos

A agenda externa é menos movimentada, começando com o feriado de dia de Martin Luther King nos Estados Unidos na segunda-feira (20), o que deve reduzir a liquidez do mercado.

PUBLICIDADE

Além disso, atenção para as decisões de juros dos bancos centrais da Europa e do Japão. Nos dois casos, não são esperados cortes nas taxas e os investidores devem monitorar as sinalizações das autoridades com os discursos após as decisões.

Clique aqui para conferir a agenda completa de indicadores.

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações