Economia

Grécia voltará ao mercado de bônus em 2017, promete Tsipras

Segundo Tsipras, uma diminuição dos problemas crônicos permitirá à Grécia retornar aos mercados, no que seria apenas sua segunda incursão desde que Atenas solicitou o primeiro programa de ajuda, em 2010

arrow_forwardMais sobre

O primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, prometeu hoje que Atenas voltará ao mercado internacional de bônus em 2017, apesar de atrasos na revisão do pacote de ajuda do país e de disputas com credores sobre um programa de benefícios de Natal.

 

Segundo Tsipras, uma diminuição dos problemas crônicos permitirá à Grécia retornar aos mercados, no que seria apenas sua segunda incursão desde que Atenas solicitou o primeiro programa de ajuda, em 2010.

PUBLICIDADE

 

“A Grécia agora tem elementos cruciais garantidos para acessar os mercados em 2017 por conta própria”, afirmou o premiê, durante evento organizado pelo Banco Europeu de Investimento na capital grega.

 

Atualmente, a Grécia está no seu terceiro pacote de resgate, concedido por parceiros da zona do euro e monitorado em conjunto com o Fundo Monetário Internacional (FMI).

 

A última revisão do acordo, porém, foi postergada por discordâncias sobre reformas trabalhistas e metas de superávit fiscal.

PUBLICIDADE

 

O atraso pode comprometer futuros desembolsos de empréstimos do pacote e arruinar as chances de Atenas de aderir ao programa de compras de bônus do Banco Central Europeu (BCE).

 

O governo de Tsipras está em conflito com credores desde que decidiu, recentemente, conceder a pensionistas de baixa renda um bônus adicional de Natal e adiar um aumento de imposto sobre ilhas gregas que receberam um grande número de refugiados. Fonte: Associated Press.