Mercados

Grécia propõe acordo de 2 anos com ESM; bolsas disparam, mas perdem força

A notícia coincidiu com a abertura das bolsas americanos, que iniciaram a sessão com alta superior a 0,7%, puxado para cima também o Ibovespa

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em seu “Dia D” para o pagamento dos credores, o governo da Grécia apresentou uma proposta para um acordo de dois anos com o fundo de resgate da zona do euro, com o objetivo de cobrir as necessidades financeiras do país, de acordo com um comunicado emitido pelo escritório do primeiro-ministro, Alexis Tsipras.

A notícia coincidiu com a abertura das bolsas americanos, que iniciaram a sessão com alta superior a 0,7%, puxado para cima também o Ibovespa, que operava próximo a estabilidade. 

A euforia, no entanto, durou pouco e as bolsas americanas amenizaram o movimento, assim como o Ibovespa, que depois de subir 0,6% opera agora próximo a estabilidade. Às 10h45 (horário de Brasília), o principal índice de ações da Bolsa brasileira registrava leve alta de 0,09%, a 53.061 pontos. Lá fora, o Dow Jones subia 0,51%, a 17.686 pontos, enquanto o S&P 500 avançava 0,65%, a 2.069. 

Aprenda a investir na bolsa

“O governo grego propôs nesta terça-feira um acordo de dois anos com o ESM (Mecanismo de Estabilidade Europeu) para cobrir totalmente suas necessidades financeiras e reestruturar sua dívida”, diz o comunicado. O governo grego continua aberto a negociações, acrescentou. 

“Desde o primeiro momento nós deixamos claro que a decisão de realizar um plebiscito não é o fim, mas a continuação das negociações com melhores termos para o povo grego”, afirmou o escritório de Tsipras. Segundo o comunicado, o governo grego “vai buscar um acordo viável com o euro até o fim”.

(Com Agência Estado)