Câmbio

Governo diminiu prazo do IOF em captações no exterior para um ano

Última alteração no prazo do IOF foi feita em 7 de abril de 2011, quando o governo aumentou o prazo para 720 dias

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A presidente Dilma Rousseff diminuiu para 360 dias o prazo mínimo para que empresas tomem empréstimos no exterior sem a cobrança do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) de 6%. O novo prazo passa a valer a partir desta quarta-feira (5), data da publicação da decisão no Diário Oficial da União.

Segundo o decreto, as regras do IOF valem para “ingresso de recursos no país, inclusive por meio de operações simultâneas, referente a empréstimo externo, sujeito a registro no Banco Central do Brasil, contratado de forma direta ou mediante emissão de títulos no mercado internacional.”

A última alteração no prazo do IOF foi feita em 7 de abril de 2011, quando o ministro da fazenda, Guido Mantega, anunciou o aumento do prazo para 720 dias. Com o novo prazo, o governo estimula a entrada de dólares no país a prazos mais curtos, na tentativa de conter a desvalorização da moeda nacional.