Mas ainda com saldo

Governo corta projeção de superávit comercial em 2022 de US$ 111,6 bi para US$ 81,5 bi

Mesmo com a revisão, se confirmado, o saldo será 32,7% maior do que o observado em 2021

Por  Reuters -

BRASÍLIA (Reuters) – O Ministério da Economia revisou para baixo a projeção para o resultado da balança comercial brasileira no encerramento de 2022, diante de um salto na estimativa para as importações.

De acordo com a nova previsão da pasta, apresentada nesta sexta-feira, o saldo comercial do ano deve ficar positivo em 81,5 bilhões de dólares, ante projeção de 111,6 bilhões de dólares feita em março.

Mesmo com a revisão, se confirmado, o saldo será 32,7% maior do que o observado em 2021, quando ficou positivo em 61,4 bilhões de dólares, resultado anual recorde.

A mudança no cálculo foi impulsionada por um forte aumento na projeção para as importações, estimadas agora pelo governo em 268,0 bilhões de dólares, ante previsão de 237,2 bilhões de dólares previstos em março.

Pelo lado das exportações, foi feita uma mudança sutil na conta, com a projeção passando de 348,8 bilhões de dólares para 349,4 bilhões de dólares no ano.

SALDO DE JUNHO

De acordo com os dados do ministério, a balança comercial brasileira registrou superávit de 8,814 bilhões de dólares em junho. O dado veio abaixo da expectativa de mercado, que apontava saldo positivo de 9,994 bilhões de dólares para o período, segundo pesquisa Reuters.

Ainda assim, o resultado foi o segundo melhor para o mês da série histórica iniciada em 1989, perdendo apenas para junho do ano passado (+10,4 bilhões de dólares).O número do mês passado é resultado de 32,675 bilhões de dólares em exportações e 23,861 bilhões de dólares em importações.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe