Dívida pública

Governador afirma que Porto Rico não pode pagar dívida pública

Os parlamentares porto-riquenhos estão debatendo um orçamento de US$ 9,8 bilhões que pede US$ 674 milhões em cortes e separa US$ 1,5 bilhão para pagamento de dívidas

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

O governador de Porto Rico, Alejandro Garcia Padilla, alertou que a ilha não pode pagar sua dívida pública, de US$ 72 bilhões. Esse é mais um golpe para a economia local, que está em recessão, e para o sistema financeiro global, já pressionado pela crise de dívida da Grécia. Padilla espera poder adiar os pagamentos enquanto negocia com credores, informou seu porta-voz, Jesus Manuel Ortiz.

Os parlamentares porto-riquenhos estão debatendo um orçamento de US$ 9,8 bilhões que pede US$ 674 milhões em cortes e separa US$ 1,5 bilhão para pagamento de dívidas. O orçamento precisa ser aprovado até amanhã. “Não há outra opção. Eu adoraria ter uma opção mais fácil. Isso não é política, é matemática”, declarou Garcia em entrevista ao New York Times.

A Constituição de Porto Rico dita que a dívida tem de ser paga antes de qualquer outra obrigação financeira. Se Garcia decidir não pagar a dívida, será necessário um referendo e uma votação sobre uma emenda constitucional.

Aprenda a investir na bolsa

A situação de Porto Rico tem gerado comparações com a Grécia, onde o governo decretou que os bancos ficarão fechados por seis dias úteis e impôs controles de capital.

Recentemente o governador de Porto Rico confirmou que estava considerando pedir permissão ao Congresso dos EUA para declarar falência em meio à crise econômica de quase uma década.