Goldman Sachs, Morgan Stanley e JP Morgan pagarão TARP, dizem jornais

Instituições financeiras querem encerrar obrigações o quanto antes, para manter autonomia e fortalecerem-se no mercado

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após as injeções bilionárias do governo norte-americano em Wall Street, os bancos Goldman Sachs e Morgan Stanley, além de outros rivais, almejam pagar os empréstimos do programa TARP (Troubled Asset Reflief Program).

Conforme fontes próximas, as instituições financeiras visam pagar o quanto antes os financiamentos do Estado, a fim de fortalecer sua posição no mercado e dissipar o risco da influencia governamental em seu gerenciamento.

De olho na liquidez

Em meio à falta de liquidez corrente, tanto o Goldman Sachs quanto o Morgan Stanley já conseguiram levantar bilhões no mercado durante os últimos meses, seja por emissão de ações, ou pela venda de dívidas do Estado sem garantia.

Aprenda a investir na bolsa

Por fim, cabe ressaltar que o Financial Times noticiou na última segunda-feira (18) que os bancos Goldman Sachs e Morgan Stanley e a empresa de cartões de crédito American Express seriam os primeiros a devolverem os montantes aos contribuintes.

Nesta terça-feira (19), surgem notícias de que Morgan Stanley, Goldman Sachs e também o JPMorgan Chase devolverão o montante combinado de US$ 45 bilhões.