Abertura de capital

Gávea desiste de ancorar IPO da Par Corretora por preços maiores do que no bookbuilding

De acordo com o Broadcast, a companhia já havia indicado que caso a precificação ficasse fora da faixa de preço, ela não teria a obrigação de realizar o investimento privado, que estava estimado em R$ 140 milhões

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Depois de muita polêmica em torno do aumento dos preços das ações da Par Corretora no IPO (Oferta Pública Inicial, na sigla em inglês), a gestora Gávea Investimentos, do ex-presidente do Banco Central, Armínio Fraga, confirmou que desistiu de ancorar a operação. De acordo com o Broadcast, a companhia já havia indicado que caso a precificação ficasse fora da faixa de preço, ela não teria a obrigação de realizar o investimento privado, que seria de R$ 140 milhões.

“Considerando que, após a conclusão do procedimento de bookbuilding, o preço por ação foi fixado acima da faixa indicativa divulgada no prospecto preliminar e no aviso ao mercado, o Gávea optou por não realizar o investimento na oferta, conforme os termos e condições divulgados no prospecto preliminar”, destaca no documento.

Par Corretora levantou na última terça-feira (2) R$ 602,8 milhões em sua oferta inicial, segundo registro da CVM (Comissão de Valores Mobiliários), valor superior ao estimado ontem. As ações saíram na operação a R$ 12,33 cada, acima da faixa indicativa fixada inicialmente pelos coordenadores da operação, de R$ 11,25 a 11,60 cada. Foram vendidos 48,889 milhões de papéis. 

Aprenda a investir na bolsa

As ações da Par começam a ser negociadas na Bovespa a partir desta sexta-feira (5). Esse é o primeiro IPO realizado no Brasil este ano.