Ganhos: maioria das pequenas e médias empresas destina até 30% aos tributos

Segundo pesquisa, enquanto 30,2% pagam até 20%, 35,1% desembolsam entre 21% e 30% com impostos

Por  Flávia Furlan Nunes -

SÃO PAULO – Os tributos federais, estaduais e municipais abocanham quantia que pode chegar até 30% do faturamento de 65% das pequenas e médias empresas brasileiras, segundo levantamento realizado pela RCS Auditoria e Consultoria e divulgado nesta sexta-feira (29).

Isto porque enquanto 30,2% das empresas gastam até 20% do faturamento com carga tributária, 35,1% desembolsam entre 21% e 30%.

Dificuldades

De acordo com o responsável pela pesquisa, Raul Corrêa da Silva, com a falta de financiamento e a grande quantidade de impostos existentes, fica muito difícil para o empresariado projetar novos investimentos.

Diante deste cenário, a única saída apontada por Silva seria a análise do negócio e o planejamento tributário.

“A evolução tecnológica do Fisco não pode ser desprezada. A economia tributária se dará mediante práticas legais, a empresa conseguirá enxugar seus gastos conhecendo a legislação vigente. No Brasil, se falta dinheiro, criam-se tributos. Eles levam boa parte dos recursos das empresas, em alguns casos mais de 40%”, disse.

Dados

A pesquisa ainda mostrou que 28% das pequenas e médias empresas brasileiras usam entre 31% e 40% de seu faturamento para pagamento de impostos. Outras 4% pagam entre 41% e 50% e apenas 2,7% destinam acima de 50% do faturamento para este fim.

Compartilhe