Gafisa (GFSA3) reforça aposta na alta renda apesar de prejuízo no quarto trimestre; papéis fecham em queda de 6% na B3

Construtora reverteu lucro líquido no último trimestre de 2022, mas apresentou melhora na receita líquida

Rikardy Tooge

Publicidade

A Gafisa (GFSA3) reforçou nesta quarta-feira (29) que sua tese em se tornar uma construtora para o segmento de alta renda segue em curso.

A despeito de um prejuízo líquido de R$ 3,68 milhões no quarto trimestre de 2022, revertendo lucro de R$ 49 milhões de um ano antes, a CEO da companhia, Sheyla Resende, destacou em teleconferência com analistas que a companhia atingiu seu maior volume de vendas dos últimos cinco anos.

As vendas brutas da Gafisa atingiram R$ 1,1 bilhão em 2022, crescimento de 50%, enquanto as vendas líquidas subiram 67% no período, atingindo R$ 971,3 milhões. Já a receita líquida no quarto trimestre de 2022 foi de R$ 325,7 milhões, em alta de 46,6% sobre a receita de R$ 222,1 milhões de um ano antes.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“Seguimos com nossa estratégia de alta renda, que é mais resiliente às variações de mercado. E temos um banco de terras suficiente para executar nosso pipeline neste ano”, afirmou a executiva. A Gafisa encerrou 2022 com um banco de terrenos avaliados em R$ 12 bilhões em Valor Geral de Venda (VGV).

O resultado trimestral encontrou reação negativa no mercado acionário nesta quarta-feira. As ações da Gafisa fecharam em queda de 6,31%, a R$ 6,09.

Resende também destacou que a companhia segue focada em trabalhar com empreendimentos de luxo no eixo Rio-São Paulo – cerca de 98% do estoque de projetos da Gafisa está nos dois estados. Ao todo, 85% do estoque é de empreendimentos de alto padrão.

Continua depois da publicidade

O CFO da Gafisa, Edmar Lopes Neto, lembrou que o último trimestre foi difícil para as empresas dos mais diversos setores. Os efeitos do aumento de custo de capital e a base “esticada” em relação a 2021 não favoreceram as companhias. “Mas nossos resultados vieram dentro das expectativas, uma vez que todos os lançamentos saíram conforme planejado”

A companhia encerrou o ano com R$ 460 milhões em caixa e disponibilidades e com dívida líquida de cerca de R$ 1,2 bilhão. Durante 2022 foram captados aproximadamente R$ 600 milhões para aplicação, principalmente, nos projetos em curso incluindo compra de terrenos. “A Gafisa encontra-se em conformidade com os covenants financeiros”, afirmou a empresa, no release de resultados.

Rikardy Tooge

Repórter de Negócios do InfoMoney, já passou por g1, Valor Econômico e Exame. Jornalista com pós-graduação em Ciência Política (FESPSP) e extensão em Economia (FAAP). Para sugestões e dicas: rikardy.tooge@infomoney.com.br