Futuros dos EUA operam mistos de olho em juros; Haddad discute MP da reoneração com Lira e mais

Mercados preveem uma probabilidade de cerca de 56% de um corte nas taxas de juros americanas em março

Felipe Moreira

Publicidade

Os índices futuros dos Estados Unidos operam sem direção definida nesta quinta-feira (18), após o Dow Jones registrar o terceiro dia consecutivo de perdas na véspera, atingido pelo forte aumento nos rendimentos dos títulos do Tesouro. Atualmente, os mercados preveem uma probabilidade de cerca de 56% de um corte de um quarto de ponto percentual nas taxas de juros americanas em março, de acordo com a ferramenta CME FedWatch.

No Brasil, depois de discutir a medida provisória da reoneração com o presidente Lula e com presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, reúne-se hoje com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL).

1.Bolsas Mundiais

Estados Unidos

Os índices futuros de Nova York operam mistos, após uma nova sessão de queda na véspera para os três principais índices, com o aumento dos rendimentos do Tesouro. Na agenda americana, saem os pedidos semanais de auxílio desemprego nesta manhã de quinta-feira, assim como os dados sobre o início de habitações e licenças de construção. O presidente do Fed de Atlanta, Raphael Bostic, também deve falar.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

Ásia

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta quinta-feira, numa recuperação parcial das fortes perdas de ontem, em meio ao bom desempenho de ações de tecnologia. Os mercados chineses, porém, apagaram apenas uma fração das quedas de mais de 2% do pregão anterior, quando dados econômicos mais fracos do que o esperado pesaram nos negócios.

Europa

Os mercados europeus operam mistos, com investidores monitorando as notícias e comentários do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça. Vários autoridades ​​do banco central europeu (BCE) têm falava sobre política monetária, alertando que, apesar dos progressos no combate à inflação, os mercados adiantaram-se em termos de expectativas de cortes nas taxas de juros.

Continua depois da publicidade

Commodities

Os preços do petróleo operam com ganhos após a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) prever um crescimento relativamente forte na procura global de petróleo durante os próximos dois anos e uma onda de frio nos EUA que interrompeu alguma produção de petróleo.

Bitcoin

2. Agenda

A agenda de hoje tem como destaque pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos, com consenso LEG prevendo 207 mil solicitações.

Brasil

14h30: Fluxo cambial semanal

EUA

10h30: Pedidos de seguro-desemprego semanal; consenso LEG prevê 207 mil solicitações

10h30: Início de construções de dezembro   

3. Noticiário econômico

Haddad e Lira discutem MP da reoneração nesta quinta

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, reúne-se nesta quinta -feira (18) com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), para tratar da medida provisória (MP) da reoneração da folha. O ministro busca uma solução que atenda tanto o Ministério da Fazenda – que prevê um rombo de R$ 32 bilhões com renúncias aprovadas não previstas no orçamento de 2024 – quanto o Congresso Nacional – que aprovou a prorrogação da desoneração e derrubou o veto presidencial que queria reverter a decisão dos parlamentares.

TCU aponta possibilidade de déficit de até R$ 55,3 bi e de descumprimento da meta em 2024

O Tribunal de Contas da União (TCU) endossou os alertas sobre a possibilidade de o orçamento de 2024 conter receita “superestimada”, o que colocaria em risco a meta de déficit zero, além de apontar para a necessidade de o governo rever para baixo o crescimento das despesas primárias, tendo em vista que a sustentabilidade da Dívida Líquida do Setor Público (DLSP) não deve ser alcançada nos próximos dez anos. Para a área técnica do TCU, cuja posição foi chancelada pelos ministros da Corte, há chances de o Executivo registrar um déficit de até R$ 55,3 bilhões neste ano, o que acarretaria descumprimento da meta fiscal.

4. Noticiário político

Lewandowski convida procurador-geral de SP para chefiar Senasp

O futuro ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, convidou o procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mario Sarrubbo, para assumir o comando da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). De acordo com o Ministério Público de São Paulo, Sarrubbo aceitou o convite feito por Lewandowski. A data da saída do procurador do cargo ainda não foi definida.

5. Radar Corporativo

Gerdau (GGBR4)

A Gerdau (GGBR4) celebrou acordos para a venda da totalidade de suas participações societárias de 49,85% na joint-venture Diaco e de 50,00% na joint-venture Gerdau Metaldom Corp para o Grupo INICIA, atual sócio da Gerdau nas referidas joint-ventures. A transação se dará por um preço base correspondente a US$ 325 milhões.

3R (RRRP3) e PetroRecôncavo (RECV3)

A empresa sueca de petróleo Maha Energy propôs ao conselho de administração da 3R Petroleum, um “carve-out” dos ativos onshore da petroleira brasileira, que seriam então combinados com uma terceira empresa. Eles citaram a PetroRecôncavo como “candidata natural” para o negócio, dadas as extensas sinergias existentes entre os ativos das duas companhias.

(Com Estadão, Reuters e Agência Brasil)