5 assuntos

Futuros de NY e bolsas da Europa recuam na volta do feriado nos EUA; indústria no Brasil e mais assuntos do mercado hoje

PEC dos Auxílios também segue no radar do investidor brasileiro; atenção ainda para EUA e a China negociam a remoção de algumas tarifas e sanções comerciais

Por  Felipe Moreira -

Os índices futuros de Nova York e mercados europeus recuam, enquanto a maioria das bolsas asiáticas fecharam com alta nesta terça-feira (5), na volta do feriado americano da Independência.

A secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen , e o vice-primeiro-ministro da China, Liu He, conversaram na segunda-feira para discutir questões macroeconômicas. EUA e a China negociam a remoção de algumas tarifas e sanções comerciais da era Trump, o que poderia ser um alívio para inflação crescente.

Na seara de indicadores, a atividade do setor de serviços da China cresceu, de acordo com o PMI de serviços da Caixin. O índice subiu para 54,5 em junho, em comparação com 41,4 em maio. Entretanto, novos lockdowns no país mantêm as incertezas sobre a força do crescimento.

O calendário econômico dos EUA desta semana inclui a divulgação da ata da última reunião do Federal Reserve na quarta-feira e o payroll na sexta. Os pedidos de fábrica para maio são esperados para esta terça-feira.

Por aqui, a produção industrial de maio tem estimativa de leve alta (9h), mas o cenário doméstico é dominado pela tramitação da “PEC das bondades”, que pode continuar incorporando novas benesses a custo cada vez maior.

A constante abertura de exceções fragiliza o teto do gasto público e, consequentemente, aumenta o risco fiscal do país. Com o aumento do risco fiscal, a tendência de valorização do real que começou no início de 2022 se reverteu.

1.Bolsas Mundiais

Estados Unidos

Os índices futuros dos EUA operam em baixa após feriado da Independência, com investidores aguardando a divulgação da ata do Fomc amanhã e o payroll na sexta.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

  • Dow Jones Futuro (EUA), -0,51%
  • S&P 500 Futuro (EUA), -0,57%
  • Nasdaq Futuro (EUA), -0,72%

Ásia

A maior parte dos mercados da Ásia-Pacífico fecharam com alta nesta terça-feira (5).

Em destaque, o Banco Central da Austrália subiu as taxas de juros em linha com as expectativas. A elevação dos juros foi em 50 pontos base, para 1,35%, conforme previsto.

Já dados divulgados nesta terça-feira mostraram que o índice de preços ao consumidor da Coreia do Sul em junho subiu 6% em comparação com o mesmo período do ano passado. Este número foi um pouco maior do que o aumento esperado de 5,9% e o aumento anual mais rápido desde novembro de 1998, segundo a Reuters.

Por outro lado, os índices chineses tiveram leve queda, com os investidores ainda monitorando os efeitos dos novos lockdowns para conter o novo aumento de casos de Covid no país.

  • Shanghai SE (China), -0,04%
  • Nikkei (Japão), +1,03%
  • Hang Seng Index (Hong Kong), +0,10%
  • Kospi (Coreia do Sul), +1,80%

Europa

Os mercados europeus recuam nesta terça-feira, uma vez que os mercados globais não conseguiram consolidar os ganhos após uma semana positiva para as ações na semana passada.

Temores de uma recessão iminente à medida que os bancos centrais apertam a política monetária para conter a inflação crescente continuam a afetar os mercados.

  • FTSE 100 (Reino Unido), -0,96%
  • DAX (Alemanha), -1,19%
  • CAC 40 (França), -1,20%
  • FTSE MIB (Itália), -0,89%

Commodities

As cotações do petróleo WTI sobem nesta terça-feira, uma vez que uma greve na Noruega deve interromper a produção de petróleo e gás, alimentando preocupações com a oferta apertada.

  • Petróleo WTI, +0,65%, a US$ 109,13 o barril
  • Petróleo Brent, -0,53%, a US$ 112,90 o barril
  • Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve alta de 1,37%, a 742,50 iuanes, o equivalente a US$ 110,76

Bitcoin

  • Bitcoin, +3,97% a US$ 19.905,09 (em relação à cotação de 24 horas atrás)

2. Agenda

A produção industrial do mês de maio será divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira. O consenso Refinitiv projeta alta de 0,7% na comparação com abril e de 1,2% em relação a maio de 2021.

A Fenabrave vai divulgar o número de emplacamentos nesta terça-feira.

Brasil

9h: Produção industrial de maio; consenso Refinitiv projeta alta de 0,7% na comparação com abril e de 1,2% em relação a maio de 2021.

10h: PMI de serviços de junho

EUA

11h: Variação nas encomendas à indústria de maio, com projeção Refinitiv de alta de 0,5% na base mensal

3. PEC dos Auxílios 

O Ministério da Economia não vê espaço para a elevação de gastos com a PEC que aumenta as despesas com auxílios sociais até dezembro. A estratégia é tentar segurar a inclusão de novas concessões na votação da Câmara com apoio das lideranças governistas. O objetivo do Planalto é que a proposta seja votada na quarta-feira.

Na Câmara, a proposta do relator, deputado Danilo Forte (União-CE), é criar um auxílio-gasolina para os motoristas de aplicativo. Essa medida, no entanto, é considerada de difícil implementação por causa da ausência de um cadastro e riscos de fraudes. Forte avalia que há espaço para subir o custo da “PEC dos Auxílios” para até R$ 50 bilhões. Uma mudança da PEC na Câmara obrigaria uma nova votação no Senado. O governo quer garantir o aumento do Auxílio Brasil e do vale-gás já neste mês, o que é considerado difícil pela área técnica.

Motoristas de aplicativo preferem auxílio de R$ 1 mil, mas aceitariam R$ 200

O presidente da Associação dos Motoristas de Aplicativo de São Paulo (Amasp), Eduardo Lima, afirmou que a categoria pleiteia junto a deputados a extensão do auxílio-taxista de R$ 200 previstos na “PEC dos Auxílios” também aos motoristas de aplicativo.

“Equiparar o valor do benefício aos caminhoneiros (R$ 1 mil) seria o ideal para a classe; mas sabemos que seria impossível no momento, devido à economia fragilizada que temos hoje”, afirma. “Sendo assim, nosso trabalho se resume a incluir nossos motoristas no valor dos taxistas, para que tenhamos êxito na investida junto a essa emenda.”

PGR quer ouvir ex-presidentes da Petrobras e do BB sobre Bolsonaro

A vice-procuradora-geral da República Lindôra Maria Araújo requereu, na segunda, ao Supremo Tribunal Federal, que sejam colhidos os depoimentos dos ex-presidentes da Petrobras Roberto Castello Branco e do Banco do Brasil, Rubem Novaes, sobre uma suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na estatal.

Os pedidos de realização das oitivas se deram no âmbito de uma notícia-crime que o senador Randolfe Rodrigues enviou à corte máxima após o ex-presidente da Petrobras afirmar, em um grupo de economistas no Whatsapp, que seu celular funcional teria mensagens que incriminariam o chefe do Executivo.

4. Covid

Na última segunda-feira (4), o Brasil registrou 84 mortes e 33.833 casos de covid-19 em 24h, segundo informações do consórcio de veículos de imprensa, às 20h.

A média móvel de mortes por Covid em 7 dias no Brasil ficou em 214, elevação de 45% em comparação com o patamar de 14 dias antes.

A média móvel de novos casos em sete dias foi de 57.055, o que representa alta de 42% em relação ao patamar de 14 dias antes.

Chegou a 167.694.482 o número de pessoas totalmente imunizadas contra a Covid no Brasil, o equivalente a 78,06% da população.

O número de pessoas que tomaram ao menos a primeira dose de vacinas atingiu 179.164.159 pessoas, o que representa 83,40% da população.

A dose de reforço foi aplicada em 95.690.830 pessoas, ou 44,54% da população.

5. Radar Corporativo

Eletrobras (ELET3;ELET6)

A Eletrobras confirmou AGE para eleger membros do conselho de administração para 5 de agosto de 2022.

O Estatuto Social da Eletrobras dispõe que o conselho de administração será composto de 11 membros, sendo que 3 deverão ser membros independentes, 1 será eleito pelos titulares de ações preferenciais, 1 eleito pelos empregados e os demais eleitos pelos titulares de ações ordinárias.

Blau Farmacêutica (BLAU3)

A Blau aprovou a distribuição de juros sobre capital próprio no valor de 28,6 milhões, o equivalente a R$ 0,1594 por ação.

O pagamento será realizado em 15 de julho e as ações serão negociadas ex-direito em 8 de julho.

(Com Estadão, Reuters e Agência Brasil)

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe