Expectativa

Futuros de Bitcoin entregam maior prêmio desde janeiro em meio a otimismo com ETFs

Além dos ETFs de futuros de Bitcoin, um possível ETF “físico” da criptomoeda pode estar a caminho

Por  CoinDesk -

O prêmio anualizado de três meses de futuros de Bitcoin (BTC) listados na Chicago Mercantile Exchange (CME), usado como referencia para medir adoção institucional, subiu para 4,8% nesta quinta-feira (24), atingindo seu nível mais alto desde 4 de janeiro, segundo dados fornecidos pela empresa de análise de derivativos de criptomoedas Skew.

“Isso pode estar sendo causado por investidores institucionais otimistas com os movimentos contínuos dos ETFs (fundos negociados em bolsa) de BTC, gerando pressão de compra de futuros mais datados”, disse a Arcane Research em uma nota de pesquisa semanal publicada na terça-feira (22).

A Securities and Exchange Commission (SEC, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA) aprovou o ETF ProShares Bitcoin Strategy ETF (BITO) e uma série de outros ETFs que investem nos futuros de BTC listados na CME no final do ano passado.

A exposição total de BTC no ETF ProShares, negociado sob o código BITO na Bolsa de Valores de Nova York, subiu para uma alta acima de 28.000 BTC na segunda-feira (21).

Os prêmios nas exchanges offshore também aumentaram em um sinal de melhora no sentimento do mercado. Dito isto, os futuros ainda estão atraindo menos de 10% de prêmio, o que indica que a alavancagem permanece baixa e o movimento recente mais alto pode ser impulsionado pelo spot.

ETFs de Bitcoin “físico” podem receber aprovações nos EUA em 2023

Não foi só o otimismo com ETFs de futuro de BTC que movimentou o mercado cripto nesta quinta. Uma informação divulgada pelos analistas James Seyffart e Eric Balchunas, da Bloomberg Intelligence, para seus clientes, também animou os investidores.

De acordo com o comunicado, os ETFs de spot de Bitcoin (BTC), ou de Bitcoin “físico”, que até aqui vêm sendo recusados pela SEC, podem começar a receber aprovações em meados de 2023.

  • Assista: Vale a pena ou é cassino? Tudo sobre a ApeCoin, criptomoeda que disparou 1.800% em 1 dia

O motivo para a possível aprovação, alegaram, é uma proposta de mudança de regra da SEC, que poderia redefinir a forma como as corretoras de criptomoedas são tratadas pelo regulador.

“Expandir a definição de uma exchange poderia eliminar a principal objeção da agência (SEC) a esses produtos, trazendo plataformas de criptomoedas sob a estrutura regulatória do órgão”, escreveram Seyffart e Balchunas.

“Uma vez que as corretoras de criptomoedas estejam em compliance, o principal motivo da SEC para negar os ETFs de Bitcoin do mercado spot não seria mais válido, provavelmente abrindo caminho para aprovação”, acrescentaram.

Os dois analistas esperam que a mudança seja finalizada em algum momento entre novembro deste ano e maio de 2023.

Enquanto isso, a SEC continua negando ou estendendo as revisões de todos os pedidos de ETFs spot de BTC dos EUA que foram submetidos à agência, citando preocupações sobre a proteção dos investidores.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe