Bolsas mundiais

Futuros americanos seguem ânimo da véspera e sobem após dados de seguro-desemprego; Europa avança

Dados indicaram que o número de novos pedidos de seguro-desemprego no país marcou 444 mil na última semana, o menor patamar desde 14 de março de 2020

mercado bolsa índices alta ações gráfico
(Getty)

Nesta sexta-feira (21) de manhã, os índices futuros americanos têm altas, dando continuidade ao ritmo positivo após os resultados de quinta-feira encerrarem uma sequência de três dias de quedas, impulsionadas por ações do setor de tecnologia. As bolsas europeias também têm altas, e as bolsas asiáticas fecharam a sexta com desempenhos variados entre si.

Na quinta-feira, o Nasdaq composto encerrou o dia com alta de 1,77%, enquanto que o S&P subiu 1,06% e o Dow ganhou 186 pontos. Microsoft, Facebook e Alphabet, dona do Google, subiram mais de 1%, enquanto que Netflix e Apple tiveram alta de mais de 2%.

As ações da Tesla e de outros setores especulativos do mercado se recuperaram com a alta dos preços da Bitcoin na quinta, após uma sessão de altos e baixos na quarta-feira.

A cotação do Bitcoin voltou, no entanto, a registrar quedas na quinta-feira após o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos afirmar que pretende adotar medidas para controlar mercados e transações com criptomoedas, e afirmar que passará a exigir que qualquer transferência no valor de US$ 10 mil ou mais seja reportada.

“As criptomoedas já representam um problema significativo no que diz respeito à detecção, por facilitar atividades ilegais, em grande medida incluindo evasão fiscal”, afirmou o Departamento do Tesouro por meio de um release.

Já os dados divulgados pelo Departamento de Emprego dos Estados Unidos na quinta-feira indicaram que o número de novos pedidos de seguro-desemprego no país marcou 444 mil na semana encerrada em 15 de maio, o menor patamar desde 14 de março de 2020. Economistas ouvidos pela Dow Jones esperavam 452 mil novos pedidos.

Apesar do desempenho positivo de quinta-feira, o índice Dow acumula queda de 0,9% na semana, que pode ser sua quarta consecutiva em território negativo. O S&P acumula queda de 0,4% na semana, que pode ser a segunda consecutiva com resultado negativo. O Nasdaq acumula alta de 0,8%, e pode romper uma sequência de quatro semanas de recuo.

As bolsas asiáticas fecharam a sexta-feira com desempenhos variados entre si. Em Hong Kong, o Índice Hang Seng fechou estável. As ações da gigante de tecnologia Tencent caíram 3,7%, apesar de a empresa ter divulgado alta de 65% em seus resultados trimestrais na quinta.

O índice Nikkei, do Japão, subiu 0,78%, enquanto que o Topix subiu 0,46%. O Kospi, da Coreia do Sul, fechou com queda de 0,19%.

PUBLICIDADE

As bolsas europeias têm altas nesta sexta-feira, seguindo o ritmo positivo dos Estados Unidos. O índice Eurostoxx, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, sobe 0,3%. O setor automobilístico lidera os ganhos, com alta de 0,9%. Todos os setores têm altas, com exceção do setor de recursos básicos.

Entre os indicadores econômicos, as vendas no varejo no Reino Unido subiram 9,2% em abril, o dobro da projeção média de economistas ouvidos pela agência internacional de notícias Reuters, no que pode ser um indício de que a demanda reprimida começa a ter vazão no país, que vacinou 54,48% de sua população até 18 de maio, segundo dados oficiais compilados pelo site Our World in Data.

Veja o desempenho dos principais índices às 6h30 (horário de Brasília):
*S&P 500 Futuro (EUA), +0,22%
*Nasdaq Futuro (EUA), +0,26%
*Dow Jones Futuro (EUA), +0,21%
Europa
*Dax (Alemanha), +0,21%
*FTSE 100 (Reino Unido), -0,28%
*CAC 40 (França), +0,34%
*FTSE MIB (Itália), +0,5%
Ásia
*Nikkei (Japão), +0,78% (fechado)
*Hang Seng Index (Hong Kong), +0,03% (fechado)
*Kospi (Coreia do Sul), -0,19% (fechado)
*Shanghai SE (China), -0,58% (fechado)
Commodities e bitcoin
*Petróleo WTI, estável, a US$ 62,05 o barril
*Petróleo Brent, +0,43% a US$ 65,39 o barril
*Bitcoin +2,9%, a US$ 40.566,15
**Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com queda de 3,39%, cotados a 1096,5 iuanes, equivalente hoje a US$ 170,5 (nas últimas 24 horas).
USD/CNY = 6,43

Entre no grupo do InfoMoney no Telegram para ter acesso a este conteúdo e faça parte de uma comunidade de mais de 175 mil pessoas que acompanham a plataforma.

O Telegram do InfoMoney oferece gratuitamente uma cobertura em tempo real do mercado financeiro. Traz também análises e as principais notícias que movimentam as Bolsas, aqui e no exterior.