Bolsas mundiais

Futuros americanos operam estáveis à espera de dados sobre inflação, e bolsas europeias sobem repercutindo dados de PIB e emprego

Na Ásia, destaque para a divulgação de dados revisados sobre o PIB do primeiro trimestre no Japão

arrow_forwardMais sobre
Investment stock market Entrepreneur Business Man discussing and analysis graph stock market trading,stock chart concept
(Getty Images)

Nesta terça, os índices futuros americanos ficam estáveis, após os índices Dow e S&P 500 iniciarem a semana com quedas. As bolsas asiáticas fecharam em queda, apesar de dados melhores do que o esperado em relação ao PIB do Japão. As bolsas europeias operam em território positivo, à espera de dados sobre crescimento do PIB e emprego na Zona do Euro.

Na segunda, o Dow caiu 0,36%, o equivalente a 126 pontos, em sua pior performance desde 19 de maio. O S&P 500 caiu 0,08%.

O Nasdaq Composto subiu 0,5%, impulsionado por ações da biofarmacêutica Biogen, que subiram 38% após a FDA, órgão do governo dos Estados Unidos responsável pela regulação de alimentos e medicamentos, aprovar um novo medicamento da empresa contra o Alzheimer.

Além disso, “ações-meme” continuaram a subir na segunda, afetadas por movimentos de compra coordenada de papéis organizados por meio das redes sociais. Os papéis da AMC Entertainment subiram 14,8%, e as de BlackBerry e GameStop também tiveram altas de dois dígitos. A Securities and Exchange Commission (algo equivalente a Comissão de Valores Mobiliários) dos Estados Unidos prometeu proteger investidores individuais.

Na sexta, foram divulgados dados indicando queda de 6,1% para 5,8% da taxa de desemprego em maio nos Estados Unidos, apesar de terem sido criados menos empregos do que o esperado. Os mercados vêm reagindo positivamente aos dados, no aguardo de mais informações sobre inflação, a serem divulgadas ainda nesta semana.

Na quinta será divulgado o índice de preços ao consumidor relativo a maio medido pelo CPI. Economistas ouvidos pela Dow Jones esperam uma alta de 4,7% em maio em comparação com um ano antes. Em abril, o CPI cresceu 4,2% em uma base de comparação anual, o ritmo mais rápido desde 2008.

Além disso, investidores também aguardam a reunião do Fomc (Comitê Federal do Mercado Aberto) do Fed, marcada para entre 15 e 16 de junho, à espera de sinais de autoridades sobre inflação e política monetária. Comentários recentes de autoridades indicam que o Fed pode estar se preparando para reduzir sua política de compra de ativos.

As bolsas asiáticas fecharam em sua maioria em quedas na terça-feira. Em destaque, está a divulgação de dados revisados sobre o PIB do primeiro trimestre no Japão, que indicaram que a economia encolheu 3,9% no período, uma melhora frente à estimativa inicial de contração de 5,1%, e à previsão mediana de economistas, de retração de 4,8%.

No Japão, o índice Nikkei recuou 0,19%, enquanto que o Topix subiu 0,1%. Na China continental, o Shanghai composto recuou 0,54%, enquanto que o componente Shenzhen caiu 0,98%. Em Hong Kong, o índice Hang Seng caiu 0,1%. Na Coreia do Sul, o Kospi caiu 0,13%.

PUBLICIDADE

As bolsas europeias têm desempenhos positivos. Investidores aguardam a divulgação de dados sobre crescimento na Zona do Euro e dados sobre emprego relativos ao primeiro trimestre, com foco na alta da inflação.

O índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, sobe 0,6%.

Investidores na Europa repercutem a divulgação de dados revisados sobre o PIB na Zona do Euro e dados sobre emprego relativos ao primeiro trimestre. O emprego na Zona do Euro teve queda de 1,8% no primeiro trimestre na comparação anual, frente a projeção de economistas de queda de 2,1%, e ao patamar anterior, de queda de 1,9%. O PIB recuou 1,3% no primeiro trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior, frente à projeção de queda de 1,8%, e ao patamar anterior, de queda de 1,8%.

Veja o desempenho dos principais índices às 6h40 (horário de Brasília):
*S&P 500 Futuro (EUA), +0,11%
*Nasdaq Futuro (EUA), +0,28%
*Dow Jones Futuro (EUA), -0,04%
Europa
*FTSE (Reino Unido) +0,4%
*Dax (Alemanha), +0,32%
*CAC 40 (França), +0,47%
*FTSE MIB (Itália), +0,2%
Ásia
*Nikkei (Japão), -0,19% (fechado)
*Hang Seng Index (Hong Kong), -0,02% (fechado)
*Kospi (Coreia do Sul), -0,13% (fechado)
*Shanghai SE (China), -0,54% (fechado)
Commodities e bitcoin
*Petróleo WTI, -0,376%, a US$ 69,97 o barril
*Petróleo Brent, -0,39% a US$ 71,21 o barril
*Bitcoin -9,28%, a US$ 32.870,62
**Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com queda de 0,73%, cotados a 1149 iuanes, equivalente hoje a US$ 179,65 (nas últimas 24 horas).
USD/CNY = 6,40

Entre no grupo do InfoMoney no Telegram para ter acesso a este conteúdo e faça parte de uma comunidade de mais de 160 mil pessoas que acompanham a plataforma.
O Telegram do InfoMoney oferece gratuitamente uma cobertura em tempo real do mercado financeiro. Traz também análises e as principais notícias que movimentam as Bolsas, aqui e no exterior.