Compra na baixa

Fundos de Bitcoin surpreendem e têm saldo positivo após queda do mercado

Cerca de US$ 45 milhões entraram nesses fundos na semana de 6 de maio. Investidores parecem ter comprado a queda do mercado

Por  CoinDesk -

Apesar do tombo do Bitcoin (BTC) que começou na semana passada, uma surpreendente quantia de investimentos entrou nos fundos de ativos digitais no período, a primeira vez em quatro semanas que esses produtos observaram entrada de capital.

Segundo a CoinShares, os fundos de BTC acumularam US$ 45 milhões em investimento líquido na semana passada. Por causa dos resgates em fundos de outras criptomoedas, no entanto, o saldo total foi de US$ 40,3 milhões em todos os fundos de ativos digitais.

James Butterfill, chefe de pesquisa na CoinShares, afirmou que o balanço positivo provavelmente ocorreu por conta de “investidores se aproveitando da fragilidade substancial dos preços”, mas se questionou até quando pode durar essa mudança de tendência.

“Curiosamente, não observamos o mesmo pico de atividade de trading em produtos de investimento, historicamente comum durante períodos de extremo enfraquecimento de preços”, disse Butterfill. “É muito cedo para dizer se isso vai marcar o fim de uma onda de quatro semanas de sentimento negativo”.

O movimento aconteceu enquanto o preço do Bitcoin começava a semana a US$ 38 mil e caía para US$ 35 mil após o Federal Reserve aumentar a taxa de juros dos Estados Unidos em 0,5%. O preço chegou a subir brevemente para US$ 40 mil.

A maioria dos fundos de criptomoedas são negociados em dias úteis, quando as bolsas de valores estão funcionando.

Os fundos de BTC de posições vendidas, que lucram com a queda do preço da moeda, registraram a segunda maior entrada de capital do ano, de US$ 4 milhões, alcançando US$ 45 milhões em ativos sob gestão.

Por outro lado, fundos que investem em Ethereum (ETH) continuaram em tendência de queda na captação, com US$ 12,5 milhões em resgates na semana e perdas de US$ 217 milhões no acumulado do ano.

Já fundos que alocam em vários criptoativos registraram entradas de US$ 1,7 milhão, totalizando US$ 150 milhões.

A Solana (SOL) foi a única altcoin que observou entradas substanciais, de US$ 1,9 milhão, com aporte de US$ 107 milhões no acumulado do ano.

As movimentações dos fundos foram geograficamente assimétricas, com os produtos de investimentos dos Estados Unidos registrando entradas de US$ 66 milhões enquanto os europeus observaram saídas de US$ 26 milhões.

Os fundos administrados pela Purpose e ProShares registraram entradas de US$ 58,8 milhões e US$ 19,3 milhões, respectivamente. Já os fundos da CoinShares XBT sofreram perdas de US$ 18,4 milhões, levando a um total de US$ 305 milhões em saída de capital desde o começo do ano.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe