Mesa OTC

Foxbit lança sistema automatizado para operações com criptomoedas no mercado de balcão

Foxbit Invest já movimentou mais de R$ 803 milhões em sua mesa OTC em 2021, uma alta de 235% em relação ao ano passado

Bitcoin
(Pierre Borthiry/Unsplash​​​​​​​)

SÃO PAULO – A Foxbit Invest, braço da corretora de criptomoedas Foxbit focado no mercado de balcão (OTC), acaba de implementar um sistema que automatiza 100% dos trades realizados na plataforma, se tornando a primeira grande exchange do país a fazer isso.

A tecnologia é oferecida pela fintech Parfin, que recentemente anunciou uma parceria com a corretora para aprimorar sua mesa OTC usando a solução “Crypto Plug and Play” para facilitar a conexão entre bancos digitais, plataformas de investimentos e o mercado de balcão.

Com a novidade, agora os investidores não precisam mais do intermédio de um especialista para realizar operações na mesa OTC da Foxbit Invest, podendo adicionar fundos – reais ou criptos -, além de comprar e vender grandes volumes de forma ágil e com autonomia, sem perder liquidez. É possível negociar, entre outros tokens, Bitcoin (BTC), XRP (XRP), Litecoin (LTC), Ethereum (ETH) e Tether (USDT).

“Essa novidade é fundamental para os clientes. Além da agilidade e autonomia para suas operações por conta própria, tudo será realizado em uma área específica e exclusiva e de forma 100% automatizada 24/7″, afirma João Canhada, CEO da Foxbit, avisando que ainda esse ano a corretora deve trazer novidades.

Segundo a Foxibt, na plataforma o cliente ainda tem zero risco de slippage (quando o preço de execução de uma ordem é diferente do valor de envio) ocasionado por falta de volume e liquidez. Além disso, não há taxas de trade, saques e depósitos.

Ao InfoMoney, a empresa informou que apenas neste ano, a Foxbit Invest já movimentou mais de R$ 803 milhões em sua mesa de OTC, um crescimento de 235%, em relação a 2020.

Desse total, cerca de 15% corresponde a clientes institucionais, com um ticket médio de R$ 5 milhões. Os outros 85% são de clientes pessoa física, que possuem um ticket médio na casa de R$ 300 mil.

“O objetivo da implementação da plataforma é tornar ainda mais fácil a operação, velocidade e dar maior segurança aos investidores institucionais”, diz a companhia.

Antes da automação, todo o processo era realizado por meio da intermediação de especialistas utilizando WhatsApp, e-mail e telefone. Com a automatização, o cliente passa a ter autonomia para negociar pessoalmente, com liquidez e o melhor preço.

PUBLICIDADE

Para ter acesso a plataforma, os investidores interessados precisam passar pelo processo de Know your customer (KYC, na sigla em inglês) da Foxbit enviando comprovantes que demonstrem a capacidade financeira e origem dos recursos destinados a negociações que envolvam volumes iguais ou superiores a um Bitcoin.

O que é o mercado de balcão

O mercado de balcão, ou OTC (sigla em inglês para over-the-counter), é algo que existe no mercado tradicional de ações e é o ambiente onde ocorrem as compras e vendas de ativos que não são negociados na bolsa de valores.

No caso de ações e títulos, as operações também são registradas e fiscalizadas pela CVM – no entanto, as condições acordadas entre o comprador e o vendedor não precisam ser divulgadas de maneira contínua e com tanta transparência quanto no mercado de bolsa.

Em resumo, ao invés de recorrer ao tradicional livro de ofertas, ocorre uma negociação paralela, que pode ficar acima ou abaixo dos preços de mercado.

Por conta disso, essa tem sido uma alternativa bastante usada por investidores institucionais e por aqueles pessoa física que querem negociar grandes volumes de ativos, já que no OTC os preços praticados e volumes não impactam o preço médio de cotação que aparece no livro de ofertas da corretora.

Invista nos fundos de criptomoedas mais acessíveis do mercado: abra uma conta gratuita na XP!