Sucessão de Bernanke

Forte candidato para assumir Fed é taxado como defensor dos bancos em evento nos EUA

Summers foi acusado de ter sido um dos principais responsáveis pela reprovação de uma emenda que limitava tamanho de grandes instituições financeiras

Por  Marcos Mortari -

SÃO PAULO – Um dos principais candidatos apontados para suceder Ben Bernanke na presidência do Federal Reserve em 2014, o ex-secretário do Tesouro norte-americano Lawrence Summers foi fortemente criticado em um fórum sobre os 5 anos da crise financeira de 2008, informou o Dow Jones.

Summers foi acusado pelo ex-senador de Delaware, Ted Kaufman, por ter sido um dos principais responsáveis pela organização de um lobby para reprovar uma emenda na Lei Dodd-Frank, que propunha a limitação do tamanho de grandes instituições financeiras, além de ter trabalhado na revogação de uma lei que impedia que bancos comerciais também exercessem papel de bancos de investimentos.

O candidato também foi criticado por Neil Barofsky, um ex-inspetor geral do Tesouro que fez menção à falta de transparência de Summers na sua atuação de políticas que possivelmente contribuíram para a origem da crise financeira. Barofsky aposta que, se o ex-secretário do Tesouro assumisse a liderança do Fed, podia-se esperar maior respaldo aos bancos, que possivelmente contariam com prioridade nos resgates financeiros.

Compartilhe