Guerra

Fitch rebaixa rating da Ucrânia de B para CCC, citando invasão militar da Rússia

Para agência, invasão militar da Rússia resultou maiores riscos para as finanças públicas e externas, a estabilidade macrofinanceira e política

Por  Estadão Conteúdo -

A Fitch rebaixou nesta sexta-feira, 25, o rating da Ucrânia de B para CCC, patamar no qual os panoramas para o países não costuma ser disponibilizado.

Em comunicado, a agência apontou que a invasão militar da Rússia resultou em maiores riscos para as finanças públicas e externas, a estabilidade macrofinanceira e a estabilidade política.

“Há grande incerteza sobre a extensão dos objetivos finais da Rússia, a extensão, amplitude e intensidade do conflito e suas consequências”, aponta a Fitch.

Até agora, “a Ucrânia tem tido uma estrutura de política macroeconômica credível, histórico de apoio multilateral, indicadores favoráveis de desenvolvimento humano, uma posição de credor externo líquido de 9% do PIB, e baixa dívida pública”, aponta a agência.

Por outro lado, contra tais “fatores estão o risco geopolítico, indicadores de governança fracos, baixa liquidez externa e riscos para a implementação de políticas”, pondera a Fitch.

A invasão russa “representa um choque negativo grave para uma ampla gama de métricas de crédito importantes”, aponta a agência.

“A Ucrânia tem liquidez externa bastante baixa em relação ao serviço da dívida externa soberana de US$ 4,3 bilhões em 2022, e as saídas de capital esperadas enfraquecerão ainda mais sua posição de financiamento externo”, projeta.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe