Membro do Fomc

Fed: Waller minimiza risco de recessão nos EUA e vê boas chances de “pouso suave”

O dirigente explicou que, apesar de sinais incipientes de desaceleração, a economia americana segue “razoavelmente forte”

Por  Estadão Conteúdo -

Membro do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) do Federal Reserve (Fed), Christopher Waller minimizou, nesta quinta-feira, 7, os riscos de que a economia dos Estados Unidos entre em recessão como resultado do aperto monetário.

“Ainda acho que temos boas chances de alcançar um pouso suave”, afirmou, em referência ao fenômeno no qual é possível controlar a inflação sem causar danos significativos à atividade. Ele falou durante evento virtual organizado pela Associação Nacional de Negócios Econômicos (Nabe, na sigla em inglês).

O dirigente explicou que, apesar de sinais incipientes de desaceleração, a economia americana segue “razoavelmente forte”. Segundo ele, o mercado de trabalho está sólido e, amanhã, o relatório payroll deve apontar criação de cerca de 275 mil empregos em junho. “Pessoalmente, acho que os temores de recessão são exagerados”, disse.

Waller acrescentou que há divergências entre os dados de Produto Interno Bruto (PIB) e de renda, que estão em direções opostas. Para ele, as expectativas de inflação seguem ancoradas.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe