Fomc

Fed vê 2 altas de juros ainda em 2015, mas em ritmo menor do que sinalizado anteriormente

O Fed tem mais quatro reuniões esse ano, mas a maior parte dos analistas assume que o Fed não deve começar a elevar as taxas de juros em julho, o que "coloca na mesa" as reuniões de setembro, outubro e dezembro para a elevação das taxas

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Fomc (Federal Open Market Committee) manteve na sua reunião encerrada hoje a taxa de juros. A autoridade monetária indicou que o ritmo de subida de taxas será mais lento, ainda que espere que os juros vão para 3,75% no longo prazo.

O Fed vê a sua taxa de referência subindo para 1,625% até o final de 2016, abaixo dos 1,875% de sua previsão de março. O comitê da autoridade monetária, por outro lado, destacou ver duas altas na taxa de juros antes do fim do ano, o que deixa na mesa a expectativa que a alta dos juros deve começar em setembro. 

O Fed tem mais quatro reuniões esse ano, mas a maior parte dos analistas assume que o Fed não deve começar a elevar as taxas de juros em julho, o que “coloca na mesa” as reuniões de setembro, outubro e dezembro para a elevação das taxas. 

Aprenda a investir na bolsa

O comunicado do Fed destaca que a a atividade econômica vem se expandindo moderadamente depois de ter mudado pouco durante o primeiro trimestre. 

“O ritmo de geração de emprego acelerou, embora a taxa de desemprego tenha permanecido estável. No geral, uma variedade de indicadores do mercado de trabalho sugere que a subutilização dos recursos diminuiu um tanto”, afirma o comunicado.