Fomc

Fed eleva juros pela terceira vez no ano e taxa atinge maior valor em uma década

Em uma reviravolta surpreendente, no entanto, o Fed retirou do texto o trecho em que dizia que sua política monetária "permanece acomodativa"

SÃO PAULO – O Fomc (Federal Open Market Committee) decidiu nesta quarta-feira (26) elevar a taxa de juros nos Estados Unidos em 25 pontos-base, para o intervalo entre 2% e 2,25%, atingindo assim seu maior patamar desde abril de 2008. Esta foi a terceira vez que o Federal Reserve subiu os juros este ano.

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!

Em uma reviravolta surpreendente, no entanto, o Fed retirou do texto o trecho em que dizia que sua política monetária “permanece acomodativa”. A remoção dessa frase sugere que a autoridade poderia até mesmo parar em algum momento para avaliar o efeito das ações na economia.

PUBLICIDADE

Os membros do comitê também indicaram que é provável que a taxa de juros permaneça por dois anos acima do que eles chamam de taxa “neutra” de longo prazo que não é nem restritiva nem estimulante. Além da decisão, o Fomc manteve sua projeção de mais uma alta de juros para este ano e três em 2019.

O Fed mantivera sua taxa básica de juros ancorada perto de zero de dezembro de 2008 até o início deste ano, na tentativa de tirar a economia da crise financeira. Desde então, o banco central tem procurado normalizar as políticas através de aumentos consistentes dos juros, mas graduais.

Entre as outras projeções, o Fed agora passou a prever que a economia norte-americana avance 3,1% este ano, contra 2,8% previstos em junho. Enquanto isso, os diretores esperam uma taxa de desemprego caindo para 3,7% e a inflação se mantendo em torno de 2,1%.