GRÃOS

Falta de chuva pode reduzir safra de grãos em Tocantins

Estado vinha batendo recordes de produção há cinco anos, mas clima pode prejudicar a safra 2015/2016

Por  Datagro

SÃO PAULO – Depois de cinco anos batendo recordes no índice de crescimento de mais de 10%, a cada safra, as expectativas para a safra de grãos 2015/2016 é de queda no Tocantins. Tudo vai depender de como o clima será de agora até a colheita. A atual safra está sendo marcada pela escassez de chuvas, que pode apresentar impacto na produção final.

Em praticamente todas as regiões do Estado houve atraso no plantio, e em algumas propriedades, a necessidade de replantar áreas e diminuição de área de plantio na agricultura empresarial. 

Segundo o secretário do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária, Clemente Barros, o clima tem sido bastante irregular nas regiões produtoras de grãos. Durante o período do plantio (novembro e dezembro), a estiagem foi longa, choveu apenas 1/3 do normal para a região, e alguns agricultores tiveram que fazer o replantio devido à escassez da chuva. 

De acordo com dados das estações climatológicas do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), no quarto trimestre de 2015 choveu bem abaixo da média normal climatológica. A média dos últimos cinco anos é de 644,9 mm e choveu apenas 211,0 mm.

Ainda na avaliação do Inmet, o clima segue influenciado pelo El Niño. No Brasil a previsão de término para o fenômeno é somente em junho. Até lá a tendência continua de baixa precipitação. De acordo com o Instituto, a previsão para o trimestre (dezembro, janeiro e fevereiro) é de 50% abaixo do normal climatológico para o extremo Norte do Estado, e de 40% abaixo do normal para o restante do Estado, já a temperatura ficará acima da faixa normal.

Compartilhe