Contaminação

Exchange Genesis admite exposição ao hedge fund cripto que pediu falência nos EUA

Além disso, a Voyager Digital, impactada pelo mesmo hedge fund, teve negociações de ações suspensas na bolsa

Por  CoinDesk -

O CEO da Genesis Trading, Michael Moro, admitiu nesta quarta-feira (6) que o hedge fund Three Arrows Capital (3AC) foi a grande contraparte que não conseguiu atender a uma grande chamada de margem em junho, forçando a liquidação da garantia relacionada.

Desde então, disse Moro, a Genesis trabalhou com a controladora Digital Currency Group (DCG) para continuar a isolar o risco, dividindo certos passivos da Genesis relacionados ao 3AC.

Surgiu na semana passada a notícia de que a Genesis tinha acumulado prejuízo de centenas de milhões de dólares pela exposição ao 3AC, que entrou com pedido de falência em 1º de julho, após um tribunal nas Ilhas Virgens Britânicas ordenar a liquidação de uma filial local do fundo.

Assim como a plataforma de empréstimo de criptomoedas Celsius Network, a Genesis sofreu graves perdas com a desaceleração do mercado cripto nas últimas semanas, culminando na suspensão de negociações, depósitos e saques no início do mês.

Embora não forneça detalhes sobre o valor das perdas, Moro disse hoje que os empréstimos à 3AC tinham uma exigência de margem média ponderada de 80%. Uma vez que esse nível foi ultrapassado e nenhuma margem adicional foi lançada, a Genesis vendeu a garantia e protegeu ainda mais as perdas.

Voyager tem negociação de ações suspensas

A Toronto Stock Exchange (TSX, a Bolsa de Valores de Toronto) suspendeu na manhã desta quarta-feira (6) as negociações das ações da corretora de criptomoedas Voyager Digital. A informação foi divulgada pela Organização Reguladora da Indústria de Investimentos do Canadá, entidade que supervisiona investimentos no país.

Mais tarde, a Bolsa de Valores de Toronto informou que iniciou uma análise para verificar se as ações continuam a atender aos requisitos de listagem. As negociações também foram interrompidas nos Estados Unidos, onde os papeis da empresa de criptomoedas podem ser encontrados sob o ticker VYGVF.

A Voyager Digital entrou com pedido de falência na Justiça de Nova York na terça-feira (5). No documento enviado às autoridades a empresa disse que tem cerca de 100 mil credores e um passivo de até US$ 10 bilhões.

Estima-se que a carteira de empréstimos da corretora seja composta quase 60% por empréstimos ao Three Arrows Capital. O CEO da Voyager, Steven Ehrlich, culpou o 3AC pela maioria dos problemas de sua empresa. A Voyager foi contatada, mas não quis comentar.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe