Criptos em queda

Ex-milionário do Bitcoin diz que perdeu “amor pelo setor”

"Antes, falávamos de coisas que realmente tinham substância, e poucas pessoas falavam em ganhar dinheiro. Agora, o único foco é ganhar dinheiro"

Aprenda a investir na bolsa

(Bloomberg) — Com a desvalorização de mais de 20% do Bitcoin no fim de setembro, Jered Kenna – um dos primeiros milionários da moeda digital – voltou ao Twitter após um hiato de três anos com uma surpreendente declaração: “Perdi o amor pelo setor”.

No início, “falávamos sobre coisas que realmente tinham substância, e muito poucas pessoas falavam em ganhar dinheiro”, disse Kenna em entrevista por telefone na semana passada do Texas, uma de suas bases. “E, agora, o único foco das pessoas é ganhar dinheiro.”

Kenna, de 37 anos, disse que possui metade de um Bitcoin, avaliado em cerca de US$ 4.000. Antes tinha milhares, inicialmente comprados por centavos do dólar. Kenna comandou a TradeHill Inc – a primeira bolsa de criptomoedas dos EUA – e negociava 25% de todas as transações globais de Bitcoin. Entrou no setor não para ganhar dinheiro, mas para mudar o mundo, disse Kenna – e ficou desiludido nos últimos anos porque, em vez de revolucionar os pagamentos e desafiar o sistema bancário, as criptomoedas passaram a ser usadas para especulação.

Aprenda a investir na bolsa

Muitos de seus antigos amigos do mundo digital se sentem da mesma maneira, disse Kenna, embora poucos estejam saindo do mercado, pois ainda estão praticamente cunhando dinheiro. Além disso, também existe a questão do prestígio.

“Eu estava em Miami na semana passada e fui a um evento de criptomoedas, cheio de lindas modelos procurando homens”, disse. “Pensei: a coisa mudou”, lembrando das reuniões cheias de nerds de tecnologia anos atrás. Ele não é o único desertor do mundo cripto: Roger Ver, conhecido como Bitcoin Jesus por suas pregações a favor da moeda digital, agora faz críticas e criou um token rival.

Muitos dos veteranos tinham “expectativas irreais” sobre o Bitcoin e não queriam que fosse comercializada, disse Nic Carter, cofundador do rastreador de criptomoedas Coin Metrics. “Muitos dos primeiros fundadores utópicos naturalmente ficaram desiludidos”, disse. “Isso é de se esperar.” Ele chama os que partiram de “almas perdidas”.

Invista em bitcoins com segurança, facilidade e taxa ZERO: abra uma conta gratuita na XDEX