Dívida

EUA pagam juro baixo recorde em leilão de bônus atrelado à inflação

Resultado da oferta indica que investidores buscam meios de se proteger da alta dos preços aos consumidor

(Shutterstock)

SÃO PAULO – Os Estados Unidos tiveram um custo baixo recorde no leilão de dívida de longo prazo atrelada à inflação realizado nesta quinta-feira (18). Isso indica que os investidores continuam pagando um prêmio para se proteger da ameaça representada pela alta dos preços ao consumidor.

Foram vendidos US$ 7 bilhões de títulos indexados à inflação, com vencimento em 30 anos e rendimento recorde de baixa de 0,479%, contra previsão média de 0,483%. A relação entre ofertas feitas e aceitas (bid-to-cover) foi de 2,82, em comparação com uma média de 2,71 nos últimos sete leilões.

Do total, 49,1% dos títulos foi para investidores indiretos, como bancos centrais estrangeiros, contra uma média de 39,7% das últimas sete ofertas. Já os investidores diretos, grupo que inclui gestores de fundos domésticos, ficaram com 13,2% dos papéis, ante uma média de 18,9%.

PUBLICIDADE