EUA: futuros operam em alta, animados com oferta de BofA e venda de unidade da GM

Banco consegue levantar US$ 13,47 bi e ações avançam 2%; montadora poderá comercializar Opel e vê papéis subirem 2,5%

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Na manhã desta quarta-feira (20), os contratos futuros dos principais índices de ações norte-americanos negociados na Chicago Mercantile Exchange, como o S&P 500 e o Nasdaq 100, indicam uma abertura em alta das bolsas dos EUA.

À beira de uma concordata, a General Motors recebeu três propostas diferentes de compra da divisão alemã Opel, conforme indicado pelo porta-voz Chris Preuss. Segundo fontes oficiais ligadas ao governo local, a canadense Magna International e a norte-americana Ripplewood Holdings realizaram aportes para adquirir a unidade europeia. Os papéis da GM avançam 2,5% nas negociações que precedem a abertura de Wall Street.

De olho nos níveis de capital após os testes de estresse, o Bank of America conseguiu levantar US$ 13,47 bilhões em oferta pública de ações, através da emissão de 1,25 bilhão de papéis ao preço unitário de US$ 10,77. Com a oferta, o banco já se encontra na metade de sua trilha para atingir os US$ 33,9 bilhões requeridos pelo governo, dados os US$ 7,3 bilhões conseguidos na venda do China Construction Bank. A despeito da diluição acionária, os papéis do BofA sobem 2% no pré-market.

Petróleo e guidance

Aprenda a investir na bolsa

Diante da expectativa de que haverá menor oferta de petróleo pelos incêndios registrados em refinarias do Texas, a cotação do óleo bruto em Londres marca variação positiva no pregão. Como resposta à oscilação do hidrocarboneto, os papéis da Exxon Mobil sobem 1%, em consonância com os da rival ConocoPhillips, com ganhos de 0,5%. Na mesma esteira, as ações da Freeport-McMoRan Copper & Gold avançam 1%.

Em reflexo da fraca demanda por bens de consumo, a Hewlett-Packard acredita que sua receita líquida neste trimestre deve apresentar declínio de 2%, em relação aos três meses inicias do ano. Quanto às vendas, a tecnológica prevê montante na casa de US$ 26,8 bilhões – abaixo do estimado por analistas, que projetavam US$ 26,8 bilhões. Inseridas no cenário, as ações da HP recuam 4% no pré-market.

Contratos futuros

O contrato futuro do S&P500 opera a 909,50 pontos, alta de 2,93 pontos em relação ao valor justo, o que indica uma abertura do S&P 500 a 911,06 pontos, valorização de 0,32% em relação ao último fechamento.

Já o futuro do Nasdaq 100 aponta uma abertura do índice das blue chips de tecnologia a 1.390,01 pontos, alta de 0,06% frente ao fechamento de terça-feira (19). O contrato futuro negociava há instantes a 1.398,50 pontos, 0,80 ponto acima do valor justo.

Confira o último fechamento

No pregão de terça-feira, o índice Nasdaq Composite fechou em leve valorização de 0,13%, atingindo 1.735 pontos. Já o S&P 500 fechou em queda de 0,17%, enquanto o índice Dow Jones caiu 0,34%.

%Var DiaPontos%Var 30D%Var Ano
Nasdaq+0,131.735+3,67+9,99
S&P 500-0,17908+4,43+0,54
Dow Jones-0,348.475+4,22-3,44

PUBLICIDADE