Estrategista da Pimco avalia condução da crise pelo Brasil como extremamente positiva

Mohamed El-Erian afirma à Bloomberg que País é levado muito a sério por seu impacto na economia global como um todo

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em entrevista à agência Bloomberg, Mohamed El-Erian, estrategista da Pimco, maior gestora de títulos do mundo, ressaltou os avanços da política econômica brasileira. Em sua visão, o País está administrando a crise internacional de maneira extremamente positiva.

“O pessoal está começando a levar o Brasil muito a sério, não como um país isolado, mas pelo impacto que ele pode ter na economia global como um todo”, afirmou por telefone à agência.

Os olhares da Pimco para o Brasil não partiram com os desdobramentos da crise. A aposta da instituição no Brasil já vem desde 2002 e ajudou na performance favorável de seus investimentos desde então. A rentabilidade anual dos fundos de mercados emergentes da Pimco gira em torno de 19% [retorno anualizado nos cinco anos desde outubro de 2005].

Emissão de títulos

Aprenda a investir na bolsa

El-Erian também citou que o Brasil planeja lançar títulos com vencimento em 10 e 30 anos, como parte da estratégia de captação para impulsionar suas reservas. Vale lembrar que, em janeiro e maio, devido à melhora do cenário internacional e da estratégia adotada por outros países emergentes, o governo brasileiro já vendeu US$ 1,78 bilhão em notas com vencimento em 10 anos.

Declarações de Paulo Valle, secretário adjunto do Tesouro Nacional, na manhã desta segunda-feira (18) confirmam a intenção do lançamento de novos títulos de dívida para captar recursos no mercado internacional.